FIFA nega risco de violência a torcedores na Rússia

Entidade máxima do futebol mundial garantiu a segurança daquele que viajarem para a Copa das Confederações

Mandatário da Fifa, Gianni InfantinoMandatário da Fifa, Gianni Infantino - Foto: Divulgação

A Fifa negou, nesta quinta-feira, qualquer risco à segurança dos torcedores que viajarem à Rússia para assistir à Copa das Confederações, em junho deste ano, e à Copa do Mundo-2018, garantindo que essas competições serão "um festival do futebol".

"Confiamos nos dispositivos que serão colocados em prática pelas autoridades para a Copa das Confederações e para a Copa do Mundo. Houve muita informação trocada com a Uefa, por exemplo, com as autoridades da França durante e depois da Euro", declarou Colin Smith, diretor de competições da Fifa, durante coletiva de imprensa em Moscou.

"Esses torneios são um festival do futebol. São acompanhados por verdadeiros fãs do futebol e essas são, de longe, a maioria das pessoas".

Certa preocupação pela seguranças dos torcedores que viajarão à Rússia surgiu após a Euro-2016 na França, marcada por confrontos violentos entre torcedores ingleses e russos em Marselha.

Moscou afirma que aplicará uma tolerância zero em relação a incidentes violentos e garante que os torcedores de bem poderão visitar a Rússia com toda a segurança.

A delegação da Fifa, que visitou nos últimos quatro dias as quatro cidades-sede da Copa das Confederações, se mostrou satisfeita com a qualidade dos gramados dos estádios que receberão jogos.

"Temos um programa e temos nossos próprios consultores para vigiar, aconselhar e até se envolver nos preparativos" da competição, garantiu Colin Smith.

No final do ano passado, uma delegação da Fifa constatou que o campo retrátil do novo estádio de São Petersburgo apresentava problemas de estabilidade. Nesta quinta, Smith afirmou ter certeza que o gramado será "de nível mundial".

"De maneira geral, estamos satisfeitos do progresso e do programa" da Rússia para as duas competições, concluiu o dirigente da Fifa.

Veja também

Brasil sofre primeira derrota, mas avança no Mundial de Handebol
Handebol

Brasil sofre primeira derrota, mas avança no Mundial

Juíza acata pedido e Jonatan Gómez tem vínculo encerrado com o Sport
Sport

Juíza acata pedido e Jonatan Gómez tem vínculo encerrado com o Sport