Fifa pede reedição de jogo das eliminatórias africanas

Árbitro de África do Sul 2x1 Senegal foi suspenso por manipulação e partida acontecerá de novo

Presidente da Fifa, Gianni InfantinoPresidente da Fifa, Gianni Infantino - Foto: LUIS ROBAYO / AFP

A Fifa decidiu pedir a reedição do jogo entre África do Sul e Senegal (2x1), pelas eliminatórias africanas da Copa do Mundo 2018, que foi comandado por um árbitro suspenso perpetuamente por manipulação de partida, segundo anúncio da entidade nesta quarta-feira.

O encontro, que foi disputado em novembro de 2016, vai ser realizado outra vez em novembro, mas ainda sem data e local definidos. A partida pode aumentar as chances de classificação de Senegal, atualmente terceiro colocado do grupo D atrás de Cabo Verde e Burkina Faso, a duas rodadas do fim da competição.

Os líderes estão um ponto à frente dos senegaleses e apenas o campeão do grupo garante vaga para o Mundial da Rússia.

A Fifa tomou esta decisão depois da "confirmação do Tribunal Arbitral do Esporte de aplicar suspensão perpétua ao árbitro Joseph Lamptey por manipulação de jogo", explicou o organismo.

Lamptey foi suspenso inicialmente por três meses pela Confederação Africana de Futebol, por "ter concedido pênalti (para a África do Sul) por toque de mão inexistente". Posteriormente, a Fifa ampliou a punição para toda a vida, considerando o árbitro culpado de "influência ilegal no resultado do jogo".

Veja também

Sport promove primeira Copa de Basquete Feminino
Basquete

Sport promove primeira Copa de Basquete Feminino

Destaque contra o Bahia, Ewerthon vê Sport se livrando da queda: 'vamos ganhar três ou quatro'
Sport

Destaque contra o Bahia, Ewerthon vê Sport se livrando da queda: 'vamos ganhar três ou quatro'