Fifa proíbe Chelsea de contratar até o fim de janeiro de 2020

Por não respeitar as regras sobre negociações com jogadores menores de idade, Chelsea ainda terá que pagar multa

Maurizio Sarri substituirá Massimiliano Allegri, que foi pentacampeão italiano na JuventusMaurizio Sarri substituirá Massimiliano Allegri, que foi pentacampeão italiano na Juventus - Foto: GLYN KIRK / AFP

O Chelsea não poderá fazer contratações nas próximas duas janelas de transferências, até o fim de janeiro de 2020. Por não respeitar as regras sobre negociações com jogadores menores de idade, o clube londrino foi punido pela Fifa, nesta sexta-feira (22).

Os Blues também terão que pagar multa de 530 mil euros (R$ 2,24 mi) e devem regularizar a situação dos menores de idade envolvidos em 90 dias.

A Federação Inglesa também foi multada em 450 mil euros (R$ 1,9 mi) e dispõe de prazo de seis meses para explicar suas regras para contratações internacionais de jogadores menores de idade.

O Chelsea recebeu a notificação nesta sexta-feira e pode apresentar um recurso de apelação.

A suspensão representa um golpe duro para o clube inglês, que não poderá contratar jogadores nos próximos mercados de verão e inverno, enquanto alguns de seus principais atletas, como o belga Eden Hazard, já expressaram o desejo de mudar de equipe.

Em janeiro de 2016 a Fifa anunciou punições similares a Atlético de Madrid e Real Madrid.

O Real Madrid obteve do Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) uma suspensão da medida, enquanto o Atlético teve a proibição mantida até janeiro de 2018.

Veja também

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico
Futebol

Kevyn testa positivo para Covid-19 e desfalca Náutico

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'
Opinião

Casagrande critica omissão da CBF e Bolsonaro: 'Governo da morte, não da vida'