Fifa se diz satisfeita com critério de fair play, mas admite rediscuti-lo

O critério de desempate de fair play acabou custando para a seleção de Senegal a eliminação da Copa do Mundo

Japão se classificou mesmo perdendo Japão se classificou mesmo perdendo  - Foto: PHILIPPE DESMAZES / AFP

Usado pela primeira vez em uma Copa do Mundo, o critério de desempate de fair play acabou custando para a seleção de Senegal a eliminação da Copa do Mundo em embate direto com o Japão. Foram seis cartões amarelos contra quatro ao longo das três partidas da fase de grupos. Sabendo disso, o Japão passou os últimos minutos de seu jogo contra a Polônia apenas tocando a bola, mesmo perdendo de 1 a 0. Sabia que com a vitória da Colômbia sobre os senegaleses estava classificado. Vaias foram ouvidas no estádio. Mas, para a Fifa, é um critério justo e claro para evitar o sorteio.

"Obviamente o que queremos é evitar o sorteio. Acreditamos que os times devem avançar de acordo com o que acontece em campo. Este critério foi introduzido e todos sabiam das regras", afirmou Colin Smith, chefe de competições e eventos da entidade. "Claro que vamos revisar esta situação após o torneio, mas posso dizer que não vemos necessidade de mudar", completou.

"O melhor é ver os times avançando em gols e resultados, com ganhadores e perdedores em campos. Isso do cartão vermelho é algo adicional para evitar o sorteio e respeitamos isso. A Fifa prega pelo fair play e respeito", disse.

DOPING

Segundo a entidade, até o fim dos 48 jogos da fase de grupos, 2.700 testes antidoping foram conduzidos com atletas, em jogos ou treinamentos. De acordo com a Fifa, cada jogador participante foi testado ao menos uma vez. As amostras de urina e sangue que estão sendo analisadas na Suíça ainda não apontaram nenhum resultado positivo. "Estamos muito satisfeitos com nosso programa de controle antidoping", disse Smith.

ESTÁDIOS COM 98% DOS ASSENTOS ALOCADOS

Dados divulgados pela Fifa em entrevista nesta sexta-feira (29) apontam que ao fim da fase de grupos, um total de 2.178.894 ingressos foram alocados. Isso representou 98% do total de assentos disponíveis nos 12 estádios usados até o momento. A partir das oitavas de final, quatro arenas não serão mais utilizadas: Kaliningrado, Iekaterinburgo, Saransk e Vologogrado.

"Estamos satisfeitos como a Copa do Mundo está indo. Tudo foi organizado de uma grande maneira. É incrível ver a emoção das pessoas, a infraestrutura funcionando de forma perfeita. Não há problemas com gramados, com bases de treino. Tudo vai bem", afirmou Alexei Sorokin, CEO do Comitê Organizador Local.

Leia tambén:
Sampaoli testa Pavón de titular e pode ter Messi de falso 9
Brasil aberto às famílias se inspira na Alemanha

Veja também

Dinamarquês Eriksen está consciente após cair desacordado em jogo da Eurocopa
Esportes

Dinamarquês Eriksen está consciente após cair desacordado em jogo da Eurocopa

Jogo entre Dinamarca e Finlândia é interrompido após o meia Christian Eriksen desmaiar em campo
Esportes

Jogo entre Dinamarca e Finlândia é interrompido após o meia Christian Eriksen desmaiar em campo