Filha de Tyson Gay morre após ser baleada nos EUA

Trinity Gay, de 15 anos, estava em um restaurante no Kentucky quando houve um tiroteio entre dois veículos

[300] Michelle Melo[300] Michelle Melo - Foto: Celo Silva/Divulgação

A filha do velocista americano Tyson Gay, dono da segunda melhor marca da história dos 100 metros rasos, morreu baleada aos 15 anos de idade na madrugada deste domingo, em Lexington, no Kentucky, anunciou a polícia local. Trinity Gay seguia os passos do pai e era considerada uma das maiores promessas do atletismo americano nas provas de velocidade.

A Federação de Atletismo dos Estados Unidos divulgou uma mensagem de pêsames no Twitter: "nossos pensamentos e orações para Tyson Gay e seus familiares depois da morte trágica e incompreensível da sua filha Trinity", postou a Usaf.

"No domingo, a cerca de 4h da madrugada, policiais foram ao estacionamento do restaurante Cook Out, onde disparos foram ouvidos", explicou a polícia de Lexington em um comunicado.

"Testemunhas indicaram que houve tiroteio entre dois veículos. Uma adolescente atingida foi transportada em carro privado até um hospital, antes de ser transferida para o hospital universitário do Kentucky, onde faleceu", descreveu o texto.

"A vítima foi identificada: trata-se de Trinity Gay, de 15 anos, moradora de Lexington", completou o comunicado. Trinity, que não estava em nenhum dos dois carros envolvidos na troca de tiros, foi atingida no pescoço. Nesta segunda-feira, será realizada uma autópsia. Armas de fogo são a causa de mais de 30 mil mortes por ano nos Estados Unidos.

Tyson Gay, de 34 anos, é uma das maiores estrelas do atletismo nos últimos anos. Ele é o segundo homem mais rápido da história nos 100 metros rasos, com tempo de 9s69, 11 décimos mais lento que o jamaicano Usain Bolt (9s58).

O americano chegou ao auge da sua carreira no Mundial de 2007, em Ozaka, quando conquistou o ouro nos 100 metros, 200 metros e revezamento 4x100 metros, mas suas façanhas foram manchadas em julho de 2013, quando foi flagrado em exames antidoping.

Suspenso por um ano, Gay perdeu a medalha de prata conquistada com o revezamento americano nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Ele chegou a participar do revezamento nos Jogos do Rio, mas a equipe americana foi desclassificada na final por causa de uma passagem de bastão irregular.

Veja também

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe
Futebol

Thiago Duarte comemora vitória do Santa Cruz e fala em evolução da equipe

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C
Futebol

Central empata com Vitória da Conquista e permanece invicto na Série C