Filipinho é eliminado, e Medina pode virar líder

Filipinho caiu no Round 3 da etapa francesa do Mundial de Surfe, deixando o caminho aberto para Gabriel Medina

Filipe Toledo e Gabriel Medina são líder e vice líder do Circuito 2018Filipe Toledo e Gabriel Medina são líder e vice líder do Circuito 2018 - Foto: Kelly Cestari/WSL

Após dias sucessivos de adiamento, a etapa francesa do Circuito Mundial de Surfe 2018, realizado pela Liga Mundial de Surfe (WSL) teve um início não muito agradável para os brasileiros. Dos 12 inscritos no Quiksilver Pro France, oito já estão eliminados, entre eles o atual líder do ranking mundial, o paulista Filipe Toledo. Com a derrota no Round 3 para o australiano Ryan Callinan (16.80 x 16.60), convidado pela WSL, ele corre o risco de perder a lycra amarela para o conterrâneo Gabriel Medina, que não teve problemas para avançar contra o também paulista Wiggolly Dantas (11.33 x 8.37). Para assumir a liderança do tour 2018, basta a Medina alcançar a fase de quartas de final.

Além dele, seguem na briga pelo título Willian Cardoso (SC) e Adriano de Souza (SP), que já competiram no Round 3, além de Michael Rodrigues (SC), que duelará nesta etapa contra o havaiano Ezequiel Lau assim que a etapa for retomada. Novas chamadas de avaliação do mar acontecerão a partir da madrugada desta quinta – por volta das 3h, horário de Brasília.

Três brasileiros ficaram pelo caminho ainda no Round 2 (Tomas Hermes, Jesse Mendes e Miguel Pupo). No Round 3, o potiguar Italo Ferreira, que brigou pela ponta do ranking no início da temporada, foi eliminado na primeira bateria pelo australiano Matt Wilkinson. A disputa foi recheada de polêmica, uma vez que Italo liderou a disputa até os momentos finais, quando foi ultrapassado por somente seis centésimos (13x93 x 13.84). Na sequência, foram eliminados Yago Dora (SC) e Ian Gouveia (PE), por Conner Coffin (EUA) e Jordy Smith (AFS), respectivamente.

Leia também:
Disputa entre Filipe e Medina esquenta Mundial de Surfe
Circuito de Surfe mistura atletas e nudismo na França

A primeira vitória nacional no Round 3 saiu com Willian, que superou Connor O’Leary (AUS) em uma disputa apertada (11.13 x 11.07). Adriano também caiu na água e saiu vitorioso, contra Adrian Buchan (AUS), por 15x20 x 11.14. Em seguida, foi a vez de Filipinho, que embora tenha arrancado boas notas dos juízes, não conseguiu ser superior ao novato Ryan Callinan, que é segundo colocado na divisão de acesso do surfe mundial e muito provavelmente integrará o CT a partir do próximo ano.

Por falar na temporada 2019, cinco brasileiros já estão garantidos na elite do ano que vem – Medina, Filipinho, Italo, Willian e Caio Ibelli, que ganhará um convite por lesão. Adriano, por sua vez, está a uma bateria de garantir sua vaga. Já Yago, Ian, Jesse Mendes (SP) e Tomas Hermes (SP) estão em situação complicada na briga para entrar no top-22.

Veja também

Com série de desfalques por conta da Covid-19, Náutico visita a Ponte Preta
Futebol

Com série de desfalques por conta da Covid-19, Náutico visita a Ponte Preta

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C
Futebol

Vale o acesso à Série B: Santa recebe o Brusque, pelo duelo final do quadrangular da Série C