A-A+

Flamengo e Palmeiras reacendem rivalidade

Dupla encabeça duelo de maior acirramento interestadual dos últimos anos no Brasil, marcado por histórico de grandes clássicos

Flamengo e Palmeiras, os mais ricos do BrasilFlamengo e Palmeiras, os mais ricos do Brasil - Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Santos e Botafogo travaram uma longa disputa nos anos 60 e 70, no período Pelé x Garrincha. Flamengo e Atlético/MG tiveram atritos que se iniciaram há quase 40 anos, após a polêmica da arbitragem do confronto entre as equipes na Libertadores de 1981. Na década de 90, Palmeiras e Grêmio protagonizaram encontros emocionantes em jogos de mata-mata. No início do século, Corinthians e Internacional trocaram farpas após o título nacional dos paulistas em 2005 com direito a um pênalti não marcado para o Colorado no duelo ante o Timão, em partida direta pela taça. Dois anos depois, os gaúchos prejudicaram indiretamente o Alvinegro ao perder para o Goiás na Série A - o rival do Sudeste precisava de um triunfo dos sulistas para permanecer na elite e acabou rebaixado. Nos últimos anos, porém, a dupla que encabeça a maior rivalidade interestadual do Brasil é Flamengo e Palmeiras.

As animosidades entre as instituições ficaram mais latentes a partir de 2016. Primeiro no aspecto econômico. Palmeiras e Flamengo foram os clubes que mais investiram nos últimos anos. Há três anos, a dupla lutou pelo título do Brasileirão e os paulistas levaram a melhor. A festa teve provocação aos cariocas, citando o “cheirinho”, termo usado pelo rival durante o período em que estava disputando o caneco. Dudu, atacante palmeirense, apareceu em uma foto com uma camisa com a frase “Não deu nem para o cheiro”.

Os dirigentes dos clubes também trocaram farpas. Há três anos, o então presidente alviverde, Paulo Nobre, envolveu-se em uma confusão com um torcedor do Flamengo que estava em um camarote. O ex-presidente rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, reclamou que o setor para os cariocas era localizado acima de um espaço destinado a uma organizada do Palmeiras.

Em 2017, Felipe Melo, revelado no Flamengo, criticou o então vice-presidente de comunicação do clube carioca, Antonio Tabet, por insinuar que o volante havia pedido R$ 1 milhão para atuar no Rio de Janeiro. No mesmo ano, Dudu voltou a provocar os cariocas ao dizer que Guerrero, ex-centroavante do Fla, estava “chorando” ao reclamar de faltas sofridas no confronto diante do Verdão. No ano seguinte, após nova conquista nacional, os jogadores palmeirenses passaram por uma loja do Fla no Rio de Janeiro e provocaram os funcionários.

A maré de sorte dos palmeirenses terminou em 2019. O Flamengo encerrou o jejum de cinco anos sem vitória diante dos paulistas com dois triunfos no Brasileirão (3x0 no Maracanã e 3x1 no Allianz Parque). O episódio final veio após o título. Na festa, os flamenguistas provocaram os paulistas com uma música em que relembra o fato de o Verdão não ter taças da Copinha e do Mundial de Clubes.

“Essa é a disputa mais quente do momento, mas isso pode mudar se outros clubes começarem a ter mais investimento, como Corinthians ou até Botafogo, caso aconteça a mudança para clube-empresa. Sem falar que algumas brigas são também por um status. No Nordeste, por exemplo, existe a rivalidade entre Sport e Bahia para ver qual o maior clube da região. Há também outro detalhe: muitas vezes, o torcedor diz que o maior rival dele está fora do estado para cutucar os times da cidade, mas basta lembrar do 4x4 entre Vasco e Flamengo para vermos que as rivalidades locais ainda são fortes”, afirmou o comentarista dos canais ESPN, Ubira Leal.

Leia também:
Palmeiras e Fla viram o jogo sobre rivais e ensaiam domínio financeiro
Palmeiras abre espaço para recuo de Felipe Melo

Veja também

MC Livinho estreia no São Caetano e sofre pênalti em 1º jogo profissional; veja vídeo
Futebol

MC Livinho estreia no São Caetano e sofre pênalti em 1º jogo profissional; veja vídeo

Flamengo consegue efeito suspensivo e Gabigol pode enfrentar o Grêmio
Futebol

Flamengo consegue efeito suspensivo e Gabigol pode enfrentar o Grêmio