Flamengo vive momento delicado na busca por título e precisa de "erro zero"

Clube carioca, mesmo distante do líder Palmeiras, ainda mantém esperanças de título no Brasileirão 2016

José Patriota (PSB) é prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da AmupeJosé Patriota (PSB) é prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Amupe - Foto: Peu Souza/FolhaPE

A distância para o líder Palmeiras é de seis pontos (67x61). Restam seis rodadas para o encerramento do Campeonato Brasileiro e o Flamengo atravessa o momento mais delicado desde que se colocou como postulante ao título. É a maior diferença para o Palmeiras e também já é possível visualizar o Atlético-MG no retrovisor (59 pontos).

O empate por 2x2 com o Corinthians não estava nos planos, assim como a derrota por 2x1 para o Internacional. Os resultados foram ainda piores por conta da performance do Palmeiras, que bateu Figueirense e Sport - ambos por 2x1.
Para chegar ao sonhado heptacampeonato, o Flamengo precisa de uma nova sequência de vitórias até o encerramento do Brasileirão e ainda torcer por pelo menos duas derrotas e um empate do Palmeiras. A situação é difícil e os rubro-negros reconhecem.

"Acima de tudo temos que acreditar. Deixamos de conquistar os três pontos, mas isso não nos fará baixar a guarda. Ficou mais difícil, mas não impossível. As chances matemáticas são claras e devemos nos concentrar em nossos jogos. Não temos que esperar os resultados dos concorrentes. É o momento de vencer", afirmou o meia Diego.

O próximo compromisso é justamente contra o Atlético-MG. No sábado (29), às 16h30 (de Brasília), o Flamengo precisa triunfar no estádio Independência também por conta da possibilidade de deixar a vice-liderança. Caso seja derrotado, o time será ultrapassado na tabela pelos mineiros. O Santos é outra ameaça -58 pontos.
"Sabemos do que precisamos, mas não adianta pensar em conquistar seis vitórias. Óbvio que isso é possível, mas é momento de só pensar no Atlético-MG. Será uma partida muito complicada. Vamos corrigir os nossos erros, pois não temos mais tempo para falhas", completou Diego.

Questionado se é possível acreditar no título, o presidente Eduardo Bandeira de Mello manteve otimismo. "São jogos difíceis mesmo. A nossa missão é lutar para fazer o melhor e torcer para que os outros adversários também possam perder um pouquinho", encerrou.

Depois do Atlético-MG (fora de casa), o Flamengo ainda enfrenta Botafogo (Maracanã), América-MG (Independência), Coritiba (Maracanã), Santos (Maracanã) e Atlético-PR (Arena da Baixada).

Veja também

Defensivo, Sport se segura no Mineirão e empata em 0x0 com o Atlético/MG
Futebol

Defensivo, Sport se segura no Mineirão e empata em 0x0 com o Atlético/MG

Na estreia de Cavani no Inglês, Manchester United e Chelsea empatam
Futebol

Na estreia de Cavani no Inglês, Manchester United e Chelsea empatam