“Foi nosso pior jogo”, desabafa Leston

Técnico do Santa Cruz criticou postura do time e cobrou mais atitude em próximo desafio, desta vez pela Copa do Nordeste

Leston JúniorLeston Júnior - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Na primeira frase dita após a derrota por 3x0 para o Ferroviário, no Castelão, pela segunda rodada da Série C do Campeonato Brasileiro 2019, o técnico Leston Junior resumiu toda sua insatisfação com o desempenho do Santa Cruz. “Foi, de longe, nosso pior jogo”. E ele não parou por aí. O comandante coral se mostrou decepcionado com a forma com que os gols dos mandantes saíram e cobrou mais atitude para o próximo desafio dos pernambucanos, quinta (9), contra o Fortaleza, pela semifinal da Copa do Nordeste.

“Nos dois primeiros gols a bola estava no nosso pé. Nós sabíamos que Édson não jogaria e que eles teriam três jogadores rápidos. Não podíamos deixá-los explorar essa velocidade. E logo no começo eles já estavam fazendo isso nosso lado esquerdo, conseguindo o gol. Tivemos a grande chance de empatar (com Pipico). Se fizéssemos, o jogo teria outra conotação. Como não fizemos, nós tivemos que nos expor ao contra-ataque e aí ficou cômodo pra eles. Quando você tem uma falta a favor e a bola termina no seu gol, isso vira o prenúncio de uma noite infeliz. No terceiro gol a bola também estava no nosso pé e ela terminou no nosso gol”, lamentou o treinador.

“No futebol, se o nível de concentração não estiver elevado, você vai sofrer. O Ferroviário foi merecedor da vitória. Fizemos um jogo abaixo em todos os aspectos: físico, técnico e tático. Pagamos caro pelos erros e isso precisa ficar evidenciado para não voltar a acontecer”, completou.

Leston também evitou colocar a culpa da péssima exibição no desgaste físico de parte do grupo, que sofreu com uma virose no decorrer da semana. “O desgaste baixou um pouco a condição dos atletas com relação ao aspecto clínico. Tivemos nove com virose na semana, mas não podemos colocar nossa derrota em cima disso. Sabemos que a imunidade baixou, mas isso não pode ser uma muleta. É preciso reconhecer a responsabilidade do processo. Existe esse componente, mas esse fator único não pode ser o responsável”, detalhou.

Copa do Nordeste

Nesta quinta (9), o Santa Cruz estará também no Castelão, mas agora para encarar o Fortaleza, pela semifinal da Copa do Nordeste. Para não repetir a mesma exibição apática do fim de semana, o treinador lançou o recado.

“Derrota em futebol precisa ter consequência e não sequela. Agora, nós temos que refletir sobre o que cometemos de erros. Quinta, nós temos uma decisão, uma semifinal de Copa do Nordeste e precisamos estar fortes para fazer um grande jogo. Fortaleza é um grande adversário e vive um dos seus melhores momentos. Foi campeão brasileiro (Série B), campeão estadual, tem grandes jogadores e Rogério Ceni (técnico). Será um confronto entre duas grandes equipes e temos 90 minutos para fazer nosso melhor e sermos merecedores para estarmos na final”, pontuou.

Leia também:
Apático, Santa perde por 3x0 para o Ferroviário na Série C
Diante do Ferroviário, Santa inicia maratona como visitante

Veja também

Palmeiras goleia Corinthians e acaba com série invicta do rival
Campeonato Brasileiro

Palmeiras goleia Corinthians e acaba com série invicta do rival

Ingressos da Olimpíada viram dilema para familiares de atleta e grupo de fãs
Olimpíada

Ingressos da Olimpíada viram dilema para familiares de atleta e grupo de fãs