Fórmula 1 anuncia fim das 'grid girls' em suas provas

A decisão é válida também para outras categorias que tenham provas no mesmo fim de semana e local da F-1

Grid Girls Grid Girls  - Foto: AFP

A organização da Fórmula 1 anunciou nesta quarta-feira (31) que não promoverá desfiles de "grid girls" antes dos GPs a partir da temporada de 2018. A decisão é válida também para outras categorias que tenham provas no mesmo fim de semana e local da F-1.

De acordo com o comunicado, a prática não é "condizente com os valores da marca" e com as "normas da sociedade moderna". Fora isso, o veto faz parte de uma série de mudanças que a nova proprietária da Fórmula 1, Liberty Media, começou a implementar na categoria desde que assumiu o comando em 2017.

"Ao longo do último ano, analisamos uma série de áreas que achamos necessário atualizar de modo a estar mais em sintonia com nossa visão para este esporte fantástico", disse o gerente de operações comerciais da Fórmula 1, Sean Bratches.

"Embora a prática de empregar grid girls tenha sido um elemento básico de GPS de Fórmula 1 por décadas, nós sentimos que isso não estava de acordo com os valores da nossa marca e claramente está em desacordo com as normas da sociedade moderna. Nós não acreditamos que a prática é apropriada ou relevante para a Fórmula 1 e seus fãs, antigos e novos, em todo o mundo", completou.

Em 2017, a Liberty Media já iniciou uma estratégia de se aproximar dos fãs com o uso mais apropriado das redes sociais. Recentemente, a empresa também promoveu a atualização do logo da Fórmula 1 .

A temporada 2018 da categoria terá início no dia 25 de março. Com o adeus de Felipe Massa, o Brasil não terá mais representantes.

Veja também

Sede do Nordestão deve ser oficializada nesta terça
Futebol

Sede do Nordestão deve ser oficializada nesta terça

Após curto período afastado, Polli retorna aos trabalhos no Sport
Sport

Após curto período afastado, Polli retorna aos trabalhos no Sport