Fórmula 1 se aproxima de GP em Miami

A intenção do novo proprietário da Fórmula 1 é fazer o circuito conter mais provas, com circuitos fora da Europa, como Ásia e Estados Unidos

Grande Prêmio de Fórmula 1Grande Prêmio de Fórmula 1 - Foto: LAT Images

A possibilidade de Miami sediar um Grande Prêmio de Fórmula 1 a partir da temporada 2019 cresceu nesta quinta-feira (10), após o conselho da cidade da Flórida entrar em um "princípio de acordo" para receber a corrida no ano que vem.

O conselho da cidade de Miami aprovou por unanimidade apoiar as negociações para que a corrida aconteça na Flórida no futuro.
Leia também:
Em corrida emocionante, Ricciardo vence Grande Prêmio na F1
Marca de calçado brasileira inova em patrocínio da F1
Hamilton diz ver Verstappen à frente de outros na F1
Sob nova direção, F1 gasta mais e equipes recebem menos

"Acredito que nos tornaríamos a única cidade a ter a Fórmula 1 e equipes dos cinco principais esportes americanos", comemorou o prefeito da cidade, Francis Suárez.

Faltam três etapas para a decisão ser oficial: a cidade de Miami precisa assinar um acordo comercial com os organizadores da F1, que seria logo submetido a voto no conselho municipal, e a Federação Internacional do Automóvel (FIA) teria que aprovar a inscrição da prova no calendário para a temporada 2019.

Liberty Media, o novo proprietário dos direitos da F1, tem como objetivo ampliar o número de provas e levar a competição a novos circuitos fora da Europa, com Estados Unidos e Ásia como principais mercados.

"Acredito que economicamente seria um benefício incrível para a cidade, o condado e o sul da Flórida", declarou José Díaz, representante do condado de Miami-Dade.

Veja também

Após vitória, auxiliar técnico César Lucena elogia time do Sport: 'Lutou pelo resultado até o fim'
Sport

Após vitória, auxiliar técnico César Lucena elogia time do Sport: 'Lutou pelo resultado até o fim'

Doze grandes clubes europeus lançam 'Superliga' independente da Uefa
Futebol internacional

Doze grandes clubes europeus lançam 'Superliga' independente da Uefa