FPF admite que deve cancelar torneios de base em 2020

Presidente da entidade, Evandro Carvalho, afirmou que dificilmente as competições será disputadas, mas assegurou a realização das Séries A1 e A2 do Estadual

[610] evandro carvalho[610] evandro carvalho - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, nunca deixou arrefecer a esperança da finalização do Campeonato Pernambucano 2020, mesmo em meio ao cenário preocupante provocado pela pandemia do novo coronavírus, que gerou a paralisação de campeonatos em todo o Brasil. Confiança que se expande também para a realização da Série A2 do Estadual, no final do ano. Porém, o mesmo otimismo não é visto nos torneios de base e feminino. De acordo com o mandatário, só as competições do masculino profissional estão asseguradas. Para as demais, o clima é de incerteza.

Questionado se os torneios de base (sub-15, sub-17 e sub-20) estariam ameaçados de cancelamento, Evandro preferiu não cravar a informação, mas destacou que esse é um cenário provável. "Não é oficial, mas é verdade, contudo, que será difícil realizar em 2020 qualquer competição que não seja o Estadual e os Campeonatos Brasileiros. Até mesmo a Copa do Nordeste está ameaçada. Mas nada pode ser afirmado agora. Teremos de esperar pelo menos até julho ou agosto, dependendo do cenário", afirmou.

O mandatário acredita que não só Pernambuco, como também outros estados devem encontrar dificuldades de realizar os torneios de base. Sobre o Campeonato Pernambucano Feminino, Evandro seguiu a mesma linha de pensamento. " Nossa prioridade é a Série A1. Depois, a A2. Aí vem o feminino, seguido das demais de base. Será que conseguiremos todas? Não sei. É difícil, mas queremos realizar tudo o que for possível", apontou.

Quanto a uma previsão para o retorno do Pernambucano, paralisado na penúltima rodada da primeira fase, Evandro preferiu não citar datas, mas foi taxativo. "Faremos a competição, nem que seja em dezembro", frisou. Nenhum integrante do Trio de Ferro da Capital voltou aos treinos presenciais - apenas o Náutico, inclusive, estipulou uma data para a volta (11 maio), mas ainda depende da autorização dos órgãos de saúde de Pernambuco.

De acordo com informaões mais recentes repassadas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Pernambuco tem 10.824 casos da Covid-19, com 845 mortes. Só nesta quinta (7), o Estado confirmou mais 943 infectados. Um dos diagnosticados com o novo coronavírus foi o presidente do Náutico, Edno Melo. Via mensagem, o mandatário informou que, após mais de uma semana se recuperando do problema, não tem mais sintomas e aguarda apenas o exame para ter sua recuperação oficializada. Quem também testou positivo para a doença foi o ex-jogador do Sport, Diego Souza, atualmente no Grêmio. O jogador de 34 anos terá que ficar por duas semanas em casa, segundo recomendação passada pelo órgãos de saúde e pelo clube gaúcho.

Leia também:
Presidente do Náutico se diz curado do novo coronavírus
Ídolo do Sport, Diego Souza testa positivo para Covid-19

Veja também

Brasil bate recorde de mulheres medalhistas em Tóquio com Ana Marcela
Jogos Olímpicos

Brasil bate recorde de mulheres medalhistas em Tóquio com Ana Marcela

Bruno Moraes lamenta estreia com derrota e prevê evolução após aprimoramento físico
Santa Cruz

Bruno Moraes lamenta estreia com derrota e prevê evolução após aprimoramento físico