França à espera de uma atuação convincente diante do Peru

Candidata a título, França tenta encaminhar classificação em duelo contra o Peru, acostumado a "situações limite"

Griezmann ficou de fora dos três indicados a melhor do mundo Griezmann ficou de fora dos três indicados a melhor do mundo  - Foto: Franck Fife/AFP

Na fronteira entre Ásia e Europa e com as oitavas de final da Copa do Mundo no horizonte: a favorita França precisa vencer o Peru em Ecaterimburgo, nesta quinta-feira (21), ás 12h, para encaminhar a classificação e tentar convencer, após uma estreia de altos e baixos no Mundial.

Na frieza da matemática, o início na Copa foi bom. A vitória sobre a Austrália (2x1) colocou os Bleus na liderança do Grupo C. Caso vençam a segunda partida, somente um resultado no outro jogo da chave no mesmo dia impossibilitaria a classificação antecipada: um triunfo da Austrália sobre a Dinamarca.

Mas, em relação ao futebol apresentado, nem tudo são flores. A França precisa provar mais a si mesma e a seus torcedores. "Pecamos por falta de ânimo, de dinamismo, de mobilidade, de velocidade. Amanhã (quinta-feira) podemos e devemos fazer mais para conquistar o mesmo resultado", reconheceu o técnico Didier Deschamps.

Leia também:
França deve ter Giroud e Matuidi contra o Peru
França faz 2x1 na Austrália na abertura do Grupo C
Peru domina, mas desperdiça pênalti e perde na estreia
Gareca elogia Guerrero, mas não define equipe titular

E nessa nova oportunidade, o meia Paul Pogba voltará a ficar sob os holofotes, depois de repetir insistentemente que quer ser o "chefe" da seleção francesa. No primeiro jogo, o atleta do Manchester United não teve grande atuação, mas foi decisivo, estando na origem dos dois gols franceses. Ao mesmo tempo, errou muito na ligação entre defesa e ataque.

Corentin Tolisso também. Por isso, o jovem meia deverá perder a vaga na equipe titular para o experiente Blaise Matuidi, que fez valer sua liderança no vestiário e diante da imprensa, assim como sua capacidade de apoiar os homens de frente quando entrou contra a Austrália.

Giroud é novidade

Outra vítima da fraca atuação na estreia deverá ser Ousmane Dembélé. O atacante perderá a vaga para Olivier Giroud contra o Peru. "Quando (Giroud) não joga, a gente se dá ainda mais conta de sua utilidade. Ele entrou bem no jogo, ele pode começar jogando sim", admitiu Deschamps.

O centroavante do Chelsea fechará o tridente ofensivo francês, que contará também com Antoine Griezmann e Kylian Mbappé. Esses dois últimos também precisam se provar. Griezmann salvou sua estreia na Copa sofrendo e convertendo um pênalti, mas reconheceu que não jogou à altura do status de craque do time. Poupado na segunda-feira devido a um incômodo no tornozelo, Griezmann voltou a treinar normalmente na terça.

Já Mbappé precisa se destacar em um jogo importante, mas também ajudar mais na recomposição defensiva. "Defender, ele consegue, ele precisa fazer. Ele não fará isso como um volante, mas nesse nível, quando não temos a bola, temos esse trabalho a fazer", exigiu Deschamps.

Atrás, Varane formará a dupla de zaga ao lado de Samuel Umtiti no coração de uma defesa que não verá mudanças. Os dois laterais, Pavard e Hernandez, foram bem na estreia. O goleiro e capitão Hugo Lloris será novamente o líder moral da equipe e última linha de defesa francesa em sua 100ª partida como jogador dos Bleus.

Cuidado com Guerrero

Do outro lado do campo, a França encontrará um Peru agressivo e acostumado a "situações limite", como afirmou o técnico Ricardo Gareca. O Peru foi a última equipe sul-americana a garantir classificação para a Copa do Mundo da Rússia.

Paolo Guerrero, que ganhou na justiça - e nos acréscimos - o direito de disputar o Mundial, será a maior ameaça à França. O atacante do Flamengo entrou em campo somente nos minutos finais da derrota por 1x0 para a Dinamarca, na estreia.

Mais uma vez, os peruanos entrarão em campo no limite: outra derrota certamente significará a eliminação do Mundial russo.

Ficha do jogo:
França
Hugo Lloris; Benjamin Pavard, Raphael Varane, Samuel Umtiti e Lucas Hernández; Blaise Matuidi, N'Golo Kanté e Paul Pogba; Kylian Mbappé, Olivier Giroud e Antoine Griezmann. Técnico: Didier Deschamps

Peru
Pedro Gallese; Luis Advíncula, Christian Ramos, Alberto Rodríguez e Miguel Trauco; Renato Tapia, Yoshimar Yotún, André Carrillom, Christian Cueva e Jefferson Farfán; Paolo Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Local: Arena Ekaterinburg.
Horário: 12h.
Árbitro: Ravshan Irmatov (Uzbequistão).
Assistentes: Abduxamidullo Rasulov (Uzbequistão) e Jakhongir Saidov (Uzbequistão).
Transmissão TV: Globo, Sportv e Fox Sports.

Veja também

Brasil se impõe e goleia Peru em noite de testes de Tite
Copa América

Brasil se impõe e goleia Peru em noite de testes de Tite

Triênio e remuneração dos gestores: Conselho do Náutico propõe mudanças no Estatuto
Futebol

Triênio e remuneração dos gestores: Conselho do Náutico propõe mudanças no Estatuto