Luto

Futebol de luto: Pelé morre aos 82 anos, em São Paulo

Ex-jogador estava internado lutando contra um câncer de cólon

Pelé vinha lutando contra um câncer de cólonPelé vinha lutando contra um câncer de cólon - Foto: Joedson Alves/AFP

O mundo do futebol está de luto. Nesta quinta-feira (29), o esporte mais popular do planeta perdeu sua majestade. Faleceu Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé. Aos 82 anos, o ex-jogador estava internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 29 de novembro, onde lutava contra um câncer de cólon, após não responder mais à quimioterapia. O craque estava em cuidados paliativos, recebendo medidas de conforto para aliviar dores e falta de ar. 

Pelé havia iniciado tratamento contra o tumor no cólon, em 2021, e era encaminhado ao hospital com frequência para dar seguimento ao atendimento dos médicos. Em janeiro deste ano, o Hospital Albert Einstein confirmou que o ex-atleta esteve no local para dar continuidade ao procedimento.

Em tratamento contra o câncer, o ex-jogador tinha sido submetido a uma cirurgia para retirada do tumor no mesmo hospital, em setembro do ano passado. A saúde de Pelé já havia sido assunto no início do ano, quando exames constaram a mestástase que atingia o intestino, pulmão e o fígado do ex-atleta.

Carreira
Descoberto pelo ex-jogador Waldemar de Brito ainda aos 11 anos, Pelé chegou ao Santos com status de promessa cinco anos depois, em 1956. A estreia no time profissional aconteceu um mês mais tarde na goleada aplicada pelo Peixe sobre o Corinthians, por 7x1. Na ocasião, o jovem prodígio entrou no segundo tempo da partida e marcou o sexto gol. Foi o primeiro dos 1.091 gols com a camisa do clube da Baixada Santista.

Foram 18 anos dedicados ao Santos. No período, levou o clube a conquistar dez títulos estaduais, seis nacionais, além de duas Copas Libertadores e dois Mundiais de Clubes, em 1962 e 1963. Feito que elevou o patamar do Santos, que passou a ser conhecido internacionalmente e disputar diversas partidas ao redor do planeta. Também com a camisa alvinegra, Pelé marcou o milésimo gol de sua carreira. O fato ocorreu diante do Vasco, em uma cobrança de pênalti, no Maracanã.

Em 02 de outubro de 1974, o Rei do Futebol se despediu do Santos rumo aos Estados Unidos para defender as cores do New York Cosmos, após anos de insistência da equipe americana em querer contratá-lo. Por anos, o camisa 10 recusou propostas de diversos gigantes do mundo alegando querer atuar apenas pelo clube paulista. No entanto, foi convencido pelo treinador do Cosmos, Clive Toye, a se mudar para a terra do Tio Sam.

Por lá, Pelé fez 106 partidas e anotou 64 gols. Mais que as apresentações em campo, o astro brasileiro cooperou com o aumento da tradição do esporte nos Estados Unidos, além de ajudar a média de público do jogo a subir de patamar. O número que era de quase 3.600 pessoas por duelo em 74, aumentou para 34.142 em 1977, ano em que o Rei pendurou as chuteiras, em confronto realizado entre Cosmos e Santos.

Seleção Brasileira
Menos de um ano após estrear profissionalmente pelo Santos, Pelé já entrava em campo com a camisa da Seleção. Na época, foi convocado para disputar a Copa Roca - atual Superclássico das Américas. No primeiro confronto, vitória da Argentina por 2x1, com o gol de honra do Brasil sendo marcado pelo ainda menino atleta. No segundo jogo, triunfo do time verde e amarelo por 2x0, e novamente um tento do mineiro de Três Corações.

Até hoje, Pelé é o jogador mais novo a conquistar a Copa do Mundo. Em 1958, tinha 17 anos e oito meses quando o Brasil derrotou a Suécia. No mesmo ano, o camisa 10 também conseguiu um feito que dura até os dias atuais: o atleta mais jovem a marcar em Mundiais. Naquele torneio, anotou o primeiro de seus 12 gols em Copas perante País de Gales, nas quartas de final.

Atuando pela Seleção, Pelé tornou-se o único jogador da história a ser tricampeão mundial - ganhou também em 1962 e 1970. Até o momento é o maior artilheiro da Amarelinha com 95 gols (77 nas contas da FIFA). A última aparição pelo agora time pentacampeão ocorreu em julho de 1971, no Maracanã, contra a Iugoslávia.

Veja também

Instituto Vini Jr. inaugura Centro de Tecnologias Base em escola da Rede Municipal do Recife
Projeto

Instituto Vini Jr. inaugura Centro de Tecnologias Base em escola da Rede Municipal do Recife

Flamengo prioriza Brasileirão e Tite não terá 7 titulares em confronto direto da Libertadores
futebol

Flamengo prioriza Brasileirão e Tite não terá 7 titulares em confronto direto da Libertadores

Newsletter