Futebol

Gareca impede vacinação da seleção do Peru para não furar fila prioritária

A Conmebol iria vacinar todos os 50 jogadores da pré-lista de Gareca para a Copa América e toda a comissão técnica, mas o treinador se opôs ao processo

Gareca, técnico da seleção peruanaGareca, técnico da seleção peruana - Foto: ADRIAN DENNIS / AFP

Ricardo Gareca, atual técnico da seleção peruana de futebol, impediu na quinta-feira (13) que seus atletas fossem vacinados contra a Covid-19 pela Conmebol, com a justificativa de que pessoas prioritárias deveriam vir à frente na fila da imunização. A Conmebol iria vacinar todos os 50 jogadores da pré-lista de Gareca para a Copa América e toda a comissão técnica, mas o treinador se opôs ao processo questionando por qual motivo essas doses não iriam para idosos ou portadores de doenças.

Além disso, as vacinas fornecidas pela entidade são da Sinovac, que não são aprovadas no Peru nem na Argentina. Com isso, a Conmebol decidiu que aplicaria vacinas Pfizer, que são aceitas pelas entidades de saúde peruanas. No Peru, mais de 64 mil pessoas já morreram por causa da Covid, e a vacina da Pfizer só está sendo aplicada em pessoas acima de 70 anos. O Ministro de Saúde do Peru, Óscar Ugarte, confirmou a suspensão da vacinação para a equipe técnica e para os jogadores após o ato do técnico da seleção.

A Conmebol já se envolveu em uma polêmica similar ao vacinar a delegação do Atlético-GO quando o time estava no Paraguai para jogar pela Sul-Americana.

Veja também

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota
Futebol

Louzer elogia Betinho e lamenta “distância” entre setores em derrota

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson
Futebol

Atlético-MG perde para o Ceará em noite de falhas de Everson