Gastelum é suspenso por três meses, e luta com Belfort fica sem resultado

A informação foi divulgada pelo site Combate e depois confirmada pelo presidente do STJD-MMA, Marcelo Sedlmayer

O lutador Kelvin Gastelum foi suspenso por três meses em decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do MMA (STJD-MMA) depois de testar positivo para maconha em exame antidoping realizado após a vitória contra Vitor Belfort no UFC Fortaleza, em 11 de março. A informação foi divulgada pelo site Combate e depois confirmada pelo presidente do STJD-MMA, Marcelo Sedlmayer, ao MMA Fighting.

Por ter sido flagrado no antidoping e violado as regras do Ultimate, a vitória por nocaute do americano foi transformada em "no contest" ("luta sem resultado", em inglês). Além disso, o peso médio recebeu uma multa de 20% do valor da bolsa que recebeu após o duelo.

A suspensão começa a valer a partir da data do exame, 11 de março, o que deixará Gastelum apto para voltar aos octógonos em 11 de junho. O americano tinha luta marcada contra Anderson Silva no UFC Rio 8, que será no dia 3 de junho, mas foi retirado do card após testar positivo para maconha. Ele poderia ter sido suspenso por, no mínimo, seis meses, mas, como admitiu o uso da droga, teve a punição reduzida.

Veja também

Evolução como mandante foi crucial na recuperação do Náutico na Série B
Futebol

Evolução como mandante foi crucial na recuperação do Náutico na Série B

Seleção brasileira une skatistas mirins dispostos a quebrar barreiras
Esportes Olímpicos

Seleção brasileira une skatistas mirins dispostos a quebrar barreiras