HOMOFOBIA

Gil do Vigor lamenta impunidade de conselheiro do Sport: "O dia não foi fácil após essa notícia"

Punição de Flávio Khoury por caso de homofbia com ex-BBB será uma advertência por escrito

Gil do Vigor em visita à Ilha do RetiroGil do Vigor em visita à Ilha do Retiro - Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife

Leia também

• Conselheiro do Sport pede desculpas por ataques a Gil

• Após fala homofóbica contra Gil, conselheiro do Sport é intimado a apresentar defesa

• Nos EUA, Gil do Vigor publica story com a camisa do Sport: 'Pelo Sport tudo'

Através de sua rede social, o pernambucano e ex-BBB, Gil do Vigor, se pronunciou a respeito do desenrolar do caso de homofobia envolvendo um conselheiro do Sport. Na última quarta-feira (20), enfim foi apresentado o documento final do caso envolvendo o conselheiro Flávio Khoury e o economista Gilberto Nogueira, que sugere uma advertência por escrito ao membro do quadro social rubro-negro.

Durante a madrugada desta quinta (21), Gil afirmou que a notícia da provável impunidade de Khoury o abalou. Ainda segundo o ex-BBB, tem sido difícil ignorar o assunto e fingir que não aconteceu, mas que não deixará de amar o Leão. 

 

 

Relembre o caso

Em maio, vazaram áudios de Koury direcionando ataques homofóbicos ao ex-BBB Gil do Vigor, que, dias antes, havia sido convidado pelo Sport para uma visita à Ilha do Retiro. Na ocasião, o economista, vestido com a camisa rubro-negra, dançou o "tchaki tchaki", passos que se popularizaram durante a última edição do reality. 

"Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz? Isso é uma desmoralização", disse Flávio Koury nos áudios direcionados ao grupo de conselheiros.

Após o ocorrido, o Sport entrou em campo na primeira partida da final do Campeonato Pernambucano fazendo uma homenagem a Gil. O time entrou em campo usando camisas onde os nomes dos jogadores  foram completados com "Do Vigor", em referência ao torcedor, e com uma faixa com os dizeres: Não à homofobia. 

O que diz o estatuto

Em uma das partes do estatuto rubro-negro, o texto diz que um sócio ou conselheiro pode ser excluído caso seja "condenado em ação penal transitada em julgado, com pena de reclusão por ato desabonador."

Em outro ponto, a punição pode acontecer caso o sócio ou conselheiro cometa falta grave contra tais interesses superiores do clube:

- Falta com decoro no recinto do clube ou do estádio;
- Atentar contra a imagem do Sport, ou membros de sua administração, equipe técnica ou atletas; 
- Ser condenado mais de uma vez, no espaço de cinco anos, por infração praticada na Ilha, tipificada como tumulto, porte ou tráfico de drogas proibidas.

Veja também

Palmeiras anuncia fim do vínculo com volante Felipe MeloFutebol

Palmeiras anuncia fim do vínculo com volante Felipe Melo

Hamilton fica com a pole no GP da Arábia SauditaF1

Hamilton fica com a pole no GP da Arábia Saudita