Futebol

Gilson Kleina é o novo técnico do Náutico

Treinador chega para substituir Gilmar Dal Pozzo e tem a missão de comandar o Timbu na sequência da Série B 2020

Gilson KleinaGilson Kleina - Foto: Arte

O Náutico já tem novo técnico para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro 2020. O clube confirmou nesta sexta (14) o acerto com Gilson Kleina, de 52 anos, que chega para substituir Gilmar Dal Pozzo, que vive imbróglio com o Timbu envolvendo sua saída - os alvirrubros querem que ele continue, mas na função de comandante do sub-23, enquanto o profissional afirma ter sido demitido.

O último clube de Gilson Kleina foi a Ponte Preta. O treinador tem um longo currículo no futebol, com passagens por clubes como Criciúma, Chapecoense, Goiás, Coritiba, Avaí, Bahia e Palmeiras. No Verdão, inclusive, o treinador comandou a equipe no título da Série B, em 2003. Também na Segundona, o comandante conseguiu o acesso com a Macaca, em 2011.

Kleina  terá alguns desafios pela frente. A começar pela necessidade de melhorar o desempenho da equipe como mandante em 2020. Em 12 jogos no ano, o Timbu só venceu três atuando em seus domínios, sendo dois duelos nos Aflitos e um na Arena de Pernambuco. Nos demais compromissos, o time perdeu duas vezes e empatou outras sete.

Outra missão será equilibrar os setores. O time sofreu 23 gols em 27 jogos, sendo nove tentos sofridos somente nas seis partidas mais recentes, pós-retorno dos campeonatos, paralisados anteriormente por conta da pandemia do novo coronavírus. Na frente, marcou 29 vezes. O ataque principal, porém, continua devendo. O trio Kieza, Erick e Thiago gerou muita expectativa, mas não trouxe o retorno esperado. O camisa 9 tem quatro bolas na rede,  sendo uma delas na Segundona, enquanto os demais têm uma cada. 


 

Veja também

Jair Ventura reconhece segundo tempo abaixo: 'Temos que buscar equilíbrio'
Sport

Jair Ventura reconhece segundo tempo abaixo: 'Temos que buscar equilíbrio'

Sport sofre, mas vence o Fluminense, na Ilha do Retiro
Campeonato Brasileiro

Série A: na Ilha, Sport sofre, mas vence o Fluminense, com gol de pênalti de Hernane Brocador