Santa Cruz

Giva põe em prática sua metodologia no Santa Cruz, dá novo ânimo ao elenco e pede seriedade

Trabalhador, técnico já passou seus primeiros recados e aos poucos está observando os jogadores

Givanildo Oliveira conversando com os jogadoresGivanildo Oliveira conversando com os jogadores - Foto: Santa Cruz/Divulgalção

Linha dura, observador e experiente. Aos poucos, Givanildo Oliveira vai implementando sua filosofia de trabalho no Arruda. O novo técnico do Santa Cruz para o Campeonato Brasileiro da Série B iniciou sua era há dois dias e começo está sendo marcado por teoria e fundamentos. Além de algumas conversas no centro do gramado antes e depois das atividades, a nova metodologia de treinos tem dado outro ânimo ao elenco.

Ainda avaliando as peças do grupo, Giva utilizou todos os atletas no seu primeiro treino no campo para tirar conclusões antes de definir a escalação visando a sua estreia no comando, contra o Brasil de Pelotas/RS, na sexta-feira (7), na Arena de Pernambuco, pela 12ª rodada da Série B. Um dos poucos jogadores do elenco do Santa que trabalhou com o treinador em outra oportunidade, Júlio César conhece muito bem o estilo do comandante e está acostumado com a metodologia. O goleiro coral conviveu com o técnico no ano passado, no Náutico.

O camisa 1 do Santa Cruz revelou que Givanildo Oliveira já fez um pedido aos jogadores e também cobrou seriedade. “Ele falou que tem que ter vontade e empenho. Pediu para mantermos o clima bom, mas avisou que na hora do trabalho vai ser sério. Pediu mais trabalho e seriedade”, contou Júlio César.

Aos 68 anos de idade, Givanildo Oliveira chega ao clube para a sua oitava passagem, sendo a sexta como técnico, e tem o objetivo de conquistar o acesso à Série A no fim da temporada.

Veja também

As estatísticas da Série B brasileira
Série B

As estatísticas da Série B brasileira

Inter vira no fim, quebra jejum contra Grêmio e amplia vantagem na ponta
Campeonato Brasileiro

Inter vira no fim, quebra jejum contra Grêmio e amplia vantagem na ponta