Givanildo lamenta infelicidade de Rodolpho e acredita que empate seria justo

Apesar da derrota, técnico mantém confiança no acesso

Alberisson Carlos é presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS)Alberisson Carlos é presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS) - Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco

O técnico Givanildo Oliveira perdeu a sua primeira partida sob o comando do Náutico, após dois empates e seis vitórias. O insucesso diante do Luverdense por 2x1, nesta sexta-feira, tirou o Timbu do G4. O comandante alvirrubro reconheceu a partida ruim da equipe, lamentou a falha de Rodolpho, mas acredita que o empate seria um resultado mais justo.

“A derrota ninguém aceita, ainda mais da maneira que foi. É difícil jogar aqui e normalmente fazem isso, vão em cima e precisaríamos ter qualidade na saída de bola. O primeiro tempo não foi tão complicado, mas no segundo eles estiveram sempre na entrada da nossa área. Tivemos uma oportunidade excelente com Bergson quando estava 1x1 e numa infelicidade do Rodolpho tomamos o gol. Daí ficou complicado. Não fomos bem, mas poderíamos ter saído com o empate”, analisou o treinador do Timbu.

O Náutico pode perder mais uma posição caso o Bahia vença o Oeste, no sábado, na Arena Barueri. Contudo, Givanildo Oliveira mantém a confiança de que o Timbu pode conquistar o acesso ao final da Série B.

“Temos de pensar na frente. Temos um jogo importante em casa e não podemos deixar de fazer os três pontos. Faltam seis jogos e temos condições de subir porque a distância não é tão grande”, finalizou. 

Veja também

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico
FUTEBOL

Santa anuncia renovação de contrato do artilheiro Pipico

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles
Seleção Brasileira

Tite convoca Allan e aguarda melhora de Neymar e Alex Telles