'Gostamos de ganhar assim', diz Godin após sufoco

Uruguai bateu o Egito por 1x0 com gol nos acréscimos, e voltou a vencer na estreia de um Mundial após 48 anos

Godin comemorou a estreia com vitória contra o Egito Godin comemorou a estreia com vitória contra o Egito  - Foto: JORGE GUERRERO / AFP

Parecia não ser o dia de sorte do Uruguai. O matador Luis Suárez, que não costuma perder chances cara a cara, desperdiçou três gols que normalmente mandaria para as redes. Cavani mandou uma bola na trave e, na sequência, Sanchez jogou como zagueiro e impediu o gol uruguaio. Tudo caminhava para um empate sem gols, não fosse Giménez subir muito para garantir de cabeça a vitória por 1 a 0 sobre o Egito, na estreia das duas seleções na Copa do Mundo, nesta sexta-feira (15).

Leia também:
Tabárez minimiza gols perdidos pelo ataque uruguaio
Uruguai vence Egito sem Salah na estreia na Copa do Mundo da Rússia

Depois do jogo, o herói ressaltou a entrega do Uruguai para chegar à vitória. "Foi uma partida muito boa, realmente foi uma condição muito boa. Fizemos tudo que podíamos. Agora é ir em frente e continuar", disse o jogador, em entrevista à transmissão oficial da Fifa.

Seu companheiro de zaga, Diego Godin, também foi destaque do Uruguai. Tanto por sua atuação defensiva quanto pela participação no ataque, chamando a responsabilidade de conduzir a bola. O capitão lembrou o histórico do futebol uruguaio em jogos complicados. "Gostamos de ganhar assim", disse.

"Fizemos uma grande partida. A estreia é sempre difícil e o goleiro deles foi o grande nome da partida. O Egito foi um grande rival, é realmente uma equipe muito forte. Mas jogamos bastante e tivemos várias oportunidades", continuou.

O Egito, que não vence desde outubro do ano passado, agora viaja até São Petersburgo, onde enfrenta a Rússia na próxima terça-feira (19), às 15h (de Brasília). Já o Uruguai enfrenta a pressionada Arábia Saudita em Rostov-on-Don, na quarta (20), às 12h.

Veja também

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada
Handebol

Eslovênia acusa comitê organizador do Mundial de Handebol de servir comida estragada

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno
Sport

Com 21% de chance de queda, Sport encara sequência que lhe deu apenas quatro pontos no 1º turno