Governo boliviano descarta relação com Lamia e compromete investigação

Evo Morales admitiu que diretor da empresa foi seu piloto na presidência e nos tempos de confinamento

Em Brasília, o governador Paulo Câmara, o presidente da estatal pernambucana, Roberto Tavares, juntamente com o secretário-chefe do Gabinete do Governo de Pernambuco, José Neto, além do ministro da Integração Nacional, Antônio de PáduaEm Brasília, o governador Paulo Câmara, o presidente da estatal pernambucana, Roberto Tavares, juntamente com o secretário-chefe do Gabinete do Governo de Pernambuco, José Neto, além do ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua - Foto: Divulgação

O governo boliviano descartou neste sábado (3) qualquer relação com a companhia aérea Lamia, que protagonizou o acidente aéreo na Colômbia que deixou 71 mortos.

"Não há nenhum tipo de relação do governo com a famosa empresa. Especula-se sobre uma relação do presidente Morales com o piloto da aeronave (Gustavo Vargas), e se afirma que, por ter sido piloto do presidente em 2006 e 2007, este o haveria favorecido para creditar o funcionamento desta empresa", disse Juan Ramón Quintana, ministro da Presidência, em entrevista coletiva.

O presidente Evo Morales admitiu que o diretor geral da Lamia foi seu piloto na presidência e também nos tempos de confinamento, quando atuava como líder sindical.

O presidente também disse que não sabia que a Lamia era uma empresa com matrícula boliviana.

A imprensa local divulgou em seus portais fotos e vídeos do governante em uma aeronave da Lamia com a comissária Ximena Suárez, que sobreviveu ao acidente em Medellín.

O ministro explicou que Vargas foi piloto das aeronaves presidenciais de 2001 a 2007, e descartou que ele tenha tido outro tipo de vínculo com o presidente Morales.

A imprensa assinalou que o filho do gerente geral da Lamia atua na Direção Nacional de Aviação Civil (DGAC), responsável pela concessão de licenças às aeronaves, sugerindo que este vínculo teria facilitado o registro legal da empresa.

O governo boliviano suspendeu na quinta-feira as operações da Lamia e destituiu funcionários do alto escalão do controle da aeronáutica, para apurar supostas responsabilidades.

"Está sendo formada a equipe de investigação sobre o processo que a empresa seguiu para obter sua licença de funcionamento, e para verificar se os procedimentos foram adequados", concluiu Quintana.

Veja também

Eu vou sempre te aplaudir, diz Pelé no aniversário de Maradona
Homenagem

Eu vou sempre te aplaudir, diz Pelé no aniversário de Maradona

Maycon prega respeito ao Imperatriz e alerta sobre Covid-19: ‘Não é uma simples gripezinha’
Santa Cruz

Maycon prega respeito ao Imperatriz e alerta sobre Covid-19: ‘Não é uma simples gripezinha’