A-A+

Futebol

Pernambuco libera volta parcial de público aos estádios

Estado não recebe jogos de futebol com presença de torcida desde março do ano passado, por conta da pandemia da Covid-19

Torcida do Náutico nos AflitosTorcida do Náutico nos Aflitos - Foto: Léo Malafaia/Arquivo Folha de Pernambuco

O Governo de Pernambuco autorizou, nesta quinta (23), a volta parcial de público aos estádios de futebol do estado a partir do dia 27 de setembro. O retorno será de 20% da capacidade do local ou 2,5 mil espectadores, o que for menor. Será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para os que tomaram a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com o exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento. Em novembro, em caso de sucesso na retomada, os números podem dobrar para cinco mil pessoas ou 40% da capacidade.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa, com as presenças dos secretários estaduais de Saúde, André Longo, de Turismo e Lazer, Rodrigo Novaes, e da executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça. Com a liberação, o Náutico poderá ter torcedores nos jogos pela Série B 2021 já a partir da terça (28), no confronto perante o CRB, nos Aflitos. Em compensação, na Série A, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) comunicou que somente haverá o retorno dos espectadores às partidas do Brasileirão quando as autoridades públicas de todas as cidades dos clubes participantes autorizarem. O Conselho técnico da entidade voltará a discutir a situação na próxima terça. Sendo assim, o Sport não será beneficiado no momento com a liberação. 

A última partida com presença de torcida nas arquibancadas em Pernambuco, antes da proibição nacional por conta da pandemia da Covid-19, foi dia 14 de março de 2020, no embate entre Náutico e Fortaleza, nos Aflitos, pela Copa do Nordeste. Em julho deste ano, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, disse que estava em diálogo com o Governo para conseguir a liberação de torcedores nos jogos a partir de setembro, com presença de até cinco mil pessoas. A ideia era começar já no duelo entre Brasil e Peru, na Arena de Pernambuco, realizado no dia 9 do mês anterior, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022, mas não houve autorização. 

Outras cidades foram liberadas anteriormente para ter jogos dos respectivos clubes locais: Aracaju (Confiança), Belo Horizonte (Cruzeiro), Belém (Remo), Brusque (Brusque), Curitiba (Coritiba), Florianópolis (Avaí), Goiânia (Goiás e Vila Nova), Londrina (Londrina), Pelotas (Brasil), Ponta Grossa (Operário), Rio de Janeiro (Botafogo e Vasco) e São Luís (Sampaio Corrêa). Alagoas publicou nesta quinta um decreto para liberação das torcidas, permitindo que CRB e CSA também sejam beneficiados. Da Segundona, apenas Ponte Preta e Guarani, de Campinas/SP, e Vitória, de Salvador/BA, ainda terão que atuar como mandante com os portões fechados.

Outras liberações

Além do futebol, os demais eventos esportivos também poderão receber torcida a partir da próxima semana. Neste caso, porém, o limite máximo é de 50% da capacidade do local ou 2,5 mil pessoas, o que for menor. A partir de 300 torcedores, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, sendo destinados 90% da venda dos ingressos para pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso de vacina de dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos a pessoas com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

 

Veja também

"Não podemos fazer de muleta", diz Marcão sobre cansaço por viagem de volta de Cuiabá
Sport

"Não podemos fazer de muleta", diz Marcão sobre cansaço por viagem de volta de Cuiabá

Rebeca Andrade participará de três aparelhos no Mundial de Kitakyushu
Ginástica Artística

Rebeca Andrade participará de três aparelhos no Mundial de Kitakyushu