Futebol

Governo decreta autorização de público nos estádios do Rio de Janeiro

Entre as obrigações estão o distanciamento de, no mínimo, dois metros entre os torcedores, a distribuição de álcool em gel para os mesmos e a medição de temperatura na chegada dos presentes

Maracanã receberá primeiro jogo com torcidaMaracanã receberá primeiro jogo com torcida - Foto: Agência Brasil

Em edição extra do Diário Oficial, o governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PSC), decretou, nesta quinta-feira (24), a autorização de 30% do público nos estádios de futebol do estado. A medida, porém, vale somente para municípios com a bandeira amarela ou verde, ou seja, que representam menor risco de contágio do coronavírus.

Há a exigência de que cada estádio cumpra um protocolo rígido de segurança avaliado e aprovado pelas autoridades sanitárias e de segurança. Ele deve ser apresentado até 72 horas antes das partidas e precisa seguir as regras do "Plano de Retorno dos Torcedores aos Estádios de Futebol", elaborado pela CBF.

Entre as obrigações estão o distanciamento de, no mínimo, dois metros entre os torcedores, a distribuição de álcool em gel para os mesmos e a medição de temperatura na chegada dos presentes. Caso o local descumpra as ordens, corre o risco de uma multa de R$ 5 mil ou proibição de realização de partidas por 15 dias corridos. Para embasar a liberação, o decreto cita o retorno do público nos estádios em países como Rússia, Dinamarca e Suíça.

Veja também

Santa tem responsabilidade de manter desempenho equilibrado dentro e fora de casa
FUTEBOL

Santa tem responsabilidade de manter desempenho equilibrado dentro e fora de casa

Santa Cruz estende o contrato de três jogadores até o fim da Série C
Futebol

Santa Cruz estende o contrato de três jogadores até o fim da Série C