A-A+

GP da França: Hamilton faz a pole, e Mercedes domina

Valtteri Bottas largará em segundo, enquanto Sebastian Vettel, da Ferrari, amargou apenas a sétima posição

Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, pilotos da MercedesLewis Hamilton e Valtteri Bottas, pilotos da Mercedes - Foto: PIERRE-PHILIPPE MARCOU / AFP

A Mercedes confirmou o favoritismo que mostrava durante todos os treinos livres para o GP da França. No treino classificatório deste sábado (22), Lewis Hamilton superou Valtteri Bottas e cravou a pole position, com o tempo de 1min28s319. O finlandês ficou na segunda colocação, com 1min28s605.

Coadjuvante na disputa, Charles Leclerc ficou na terceira colocação. A decepção, contudo, ficou com Sebastian Vettel. O alemão largará apenas na sétima posição.
Outra equipe que muito comemorou ao final do treino classificatório foi a McLaren. Seus dois pilotos ocuparão a terceira fila do grid de largada, com Lando Norris em quinto e Carlos Sainz na sexta posição.

A corrida está prevista para começar às 10h10 (de Brasília) deste domingo (23).
Outra equipe que muito comemorou ao final do treino classificatório foi a McLaren. Seus dois pilotos ocuparão a terceira fila do grid de largada, com Lando Norris em quinto e Carlos Sainz na sexta posição.

Q1
A primeira parte do treino classificatório já indicava que o domínio da Mercedes em Paul Ricard continuaria. Valtteri Bottas liderou com o tempo de 1min30s500, seguido por Lewis Hamilton (1min30s609) e Charles Leclerc (1min30s647). Sebastian Vettel ficou apenas na décima posição.

Na parte final do grid, a Toro Rosso mostrou dificuldades, especialmente com Daniil Kvyat. O russo chegou a dar indícios de que conseguiria avançar, mas acabou eliminado na 16ª posição, atrás do companheiro de equipe Alexander Albon. Outro que decepcionou foi Romain Grosjean. O piloto largará apenas na 17ª posição e deixou o treino com cara de poucos amigos.

Q2
A Mercedes manteve seu domínio na segunda parte da sessão. Mesmo utilizando pneus médios, Lewis Hamilton foi o primeiro a baixar a casa do 1min30s e anotou o recorde da pista em 1min29s520. Mas a marca durou pouco. Logo na sequência, Valtteri Bottas assumiu a liderança com o tempo de 1min29s437, também de pneu médio.

Sebastian Vettel surpreendeu na parte final do Q2. Ainda sofrendo com o carro, que precisou trocar o bico e o assoalho nessa sexta-feira (21), o alemão conseguiu anotar o tempo de 1min29s506, superando Lewis Hamilton e ficando atrás apenas de Valtteri Bottas.

Q3
As Mercedes foram as primeiras a marcar tempo na casa de 1min28. Em suas primeiras voltas no Q3, Lewis Hamilton anotou 1min28s448, enquanto Valtteri Bottas ficou com o tempo de 1min28s605.

Pelo lado da Ferrari, a vida andava um pouco mais complicada. A primeira volta de Leclerc foi de 1min29s015. Em seu retorno aos boxes, o piloto questionou a equipe sobre o motivo de ter perdido tanto tempo no último. No caso de Vettel, o alemão nem sequer conseguiu anotar um tempo na primeira tentativa. Ele teve sua volta anulada após exceder o limite de uma das curvas.

O erro do alemão custou caro. Na tentativa final, ele não conseguiu um bom desempenho e ficou apenas na sétima colocação, com 1min29s799.

A última tentativa serviu para mostrar a força de Lewis Hamilton. Após perder o Q1 e Q2 para Bottas, o inglês melhorou ainda mais seu tempo e fechou com 1min28s319, novo recorde da pista. Já o finlandês cometeu um erro e não conseguiu melhorar sua volta, ficando na segunda colocação.

Veja também

Marcos enaltece Libertadores de 2009 do Sport: 'tinha mais chances de chegar à conquista'
Futebol

Marcos enaltece Libertadores de 2009 do Sport: 'tinha mais chances de chegar à conquista'

Pelé publica vídeo pedalando e diz estar cercado de carinho
Futebol

Pelé publica vídeo pedalando e diz estar cercado de carinho