Grafite e a missão que lhe resta neste Brasileiro

Possibilidade em ser artilheiro da Série A motivou o atacante a fazer uma promessa

Luciano Bivar (PSL), em entrevista à Rádio FolhaLuciano Bivar (PSL), em entrevista à Rádio Folha - Foto: Julya Caminha/Folha de Pernambuco

 

Santa Cruz e Grêmio entraram em campo, no último domingo, sem pretensões na Série A do Campeonato Brasileiro. Por um lado, os pernambucanos estavam rebaixados, por outro, os gaúchos, com um time reserva, depositavam o foco na final da Copa do Brasil.

Mas a partida foi importante para um jogador em especial: o atacante Grafite. Dos tentos marcados pelos corais na vitória por 5x1, o camisa 23 fez dois gols. Números que, adicionados aos 11 que ele já havia convertido na competição, o colocou de vez na briga pela artilharia. A diferença para o líder Fred, do Atlético/MG, é de apenas um gol. Vale lembrar que Diego Souza (Sport) e William Pottker (Ponte Preta), assim como o centroavante Tricolor, também têm 13 gols.

A possibilidade em ser artilheiro da Série A motivou o atacante, inclusive, a fazer uma promessa. “(Essa chance) É um alento, uma motivação a mais. Tem um jogo, e o artilheiro tem 14 gols. Vou tentar pelo menos marcar mais gols, ajudar a equipe a terminar da melhor maneira e ser artilheiro. Nunca fui artilheiro do Brasileiro, talvez possa ser um alento para mim e para o clube, que terminemos de uma maneira melhor do que esperávamos”, falou.

E pensar que Grafite viveu uma má fase no setor de ataque do Santa Cruz nesta Série A.

O centroavante chegou a ficar quase três meses sem marcar na competição. Foram 12 jogos de seca entre os dias 30 de junho e 25 de setembro. “Críticas são normais, ainda mais pelo peso em cima da minha contratação, pela minha carreira no futebol europeu. Sempre esperam mais de mim, sei que em alguns momentos não estava no meu melhor, mas sempre quis ajudar o clube que gosto”, afirmou o atacante.

Grafite tem contrato com o Santa Cruz até o final de 2017, ano em que a equipe tentará voltar à elite. Apesar da queda, ele já garantiu que pretende cumprir o vínculo. E os planos para a próxima temporada são os melhores possíveis. “A gente sempre falou que torcedor é o 12º jogador. Infelizmente, no segundo semestre não houve química e não conseguimos o resultado. Independente do momento financeiro temos condições de nos reerguer.”

 

Veja também

Bayern de Munique atropela Atlético de Madrid na Liga dos Campeões
Futebol

Bayern de Munique atropela Atlético de Madrid na Liga dos Campeões

No Sport, Sander segue fora e Betinho está perto dos treinos físicos
Sport

No Sport, Sander segue fora e Betinho está perto dos treinos físicos