Copa do Brasil

Grêmio e Palmeiras dão pontapé inicial na decisão da Copa do Brasil

Será a 13ª vez que paulistas e gaúchos se encontram em mata-matas na história

Arena do Grêmio receberá o primeiro jogo da decisão neste domingo (28)Arena do Grêmio receberá o primeiro jogo da decisão neste domingo (28) - Foto: Avocado Midia/Copa do Brasil

Palmeiras e Grêmio em duelos eliminatórios não é uma novidade. Principalmente nos anos 90. Contudo, paulistas e gaúchos nunca protagonizaram uma decisão direta em mata-mata. Lacuna que acaba hoje. Finalistas da Copa do Brasil, as equipes se enfrentam neste domingo, às 21h, na Arena do Grêmio. A volta será no fim de semana seguinte, às 18h, no Allianz Parque. 
 
Atual campeão da Libertadores, o Palmeiras já tem vaga garantida no torneio continental do ano que vem. O Grêmio está na fase preliminar, mas se faturar a Copa, garante lugar direto na etapa de grupos. O Verdão tem três taças da competição, enquanto o Imortal já ganhou cinco vezes. 
 
Em mata-matas, será a 13ª vez que Palmeiras e Grêmio se encontram. São sete classificações gaúchas contra cinco paulistas. Três delas aconteceram na década de 60, na Taça Brasil. Todas com triunfo do Verdão. 
 
Em 1990, no Brasileirão, o Grêmio eliminou o Palmeiras. Na Copa do Brasil de 1993 em 1995, tanto no mata-mata nacional como na Libertadores, o Tricolor superou o adversário. Há 26 anos, os gremistas ganharam por 5x0 em casa no jogo internacional e quase perderam a classificação ao serem derrotados por 5x1, em São Paulo.
 
Em 1996, uma classificação para cada lado, com o Grêmio no Brasileirão e o Palmeiras na Copa do Brasil. Nos anos 2000, os dois primeiros encontros foram pelo mata-mata nacional (2012 e 2016), com conquistas de paulistas e gaúchos, respectivamente. O último duelo foi em 2019, na Libertadores, com os gremistas levando a melhor. 

Para o jogo, o Palmeiras terá a volta de Gabriel Menino, recuperado de dores no tornozelo direito. Em contrapartida, Patrick, que testou positivo para a Covid-19, está fora. No Grêmio, a aposta é na nova fornada de pratas da casa, casos de Jean Pyerre, Matheus Henrique e Pepê. Na frente, contudo, a referência é o experiente Diego Souza, de 35 anos. O técnico gremista, Renato Gaúcho, já faturou duas vezes o troféu da Copa do Brasil, sendo uma pelo clube, em 2016, e outra pelo Fluminense, em 2007.

Veja também

Por falta de recursos, Salgueiro estuda não disputar a Série D
Salgueiro

Por falta de recursos, Salgueiro estuda não disputar a Série D

Garay anuncia pausa na carreira para engravidar, após Jogos de Tóquio
Vôlei

Garay anuncia pausa na carreira para engravidar, após Jogos de Tóquio