Griezmann diz que senta na mesma mesa de Messi e CR7

Griezmann foi campeão do Mundo com a França, mas não está entre os finalistas do prêmio de melhor do mundo

Griezmann falou que "senta na mesma mesa" de Messi e Cristiano RonaldoGriezmann falou que "senta na mesma mesa" de Messi e Cristiano Ronaldo - Foto: AFP

O francês Antoine Griezmann acredita que já se senta "na mesma mesa que Cristiano e Messi", mas acredita que tem uma margem para melhorar, mirando títulos com o Atlético de Madrid e a Bola de Ouro.

"Sim, acho que sim. E sei que outros jogadores virão com certeza", disse Griezmann em entrevista publicada pelo jornal AS, nesta segunda-feira (17), respondendo à pergunta se se senta na mesma mesa que Cristiano Ronaldo e Lionel Messi.

"O que está na mesa são imagens que tenho e desfruto. Mas sei que posso jogar melhor. Quero melhorar, quero ganhar e quero continuar assim, jogando desta maneira", afirmou o jogador colchonero, campeão da Copa do Mundo da Rússia-2018 com a França.

Griezmann insistiu que ainda tem margem de melhora "em leituras de jogo, ofensivamente... Nos passes, nos giros para o gol adversário. Sei que posso marcar ainda mais gols, dar mais passes e ser melhor defensivamente", indicou.

"Está claro que sou um jogador diferente de Cristiano, Messi, Neymar ou Mbappé. Estou no mais alto nível, mas posso melhorar. Busco ser o mais completo possível, não vou meter cinquenta gols, mas posso ajudar ofensivamente e trabalhar para o time", avaliou.
Lucas Hernández diz que Griezmann merece ser melhor do mundo
Griezmann se reapresenta ao Atlético de Madri
Presidente do Uruguai convida Griezmann para visitá-lo
Após começo discreto, Griezmann decide e é o melhor da final

O francês não foi nomeado ao prêmio "The Best" da Fifa, mas mira a Bola de Ouro.

"A Bola de Ouro tem mais prestígio, mais história. Tenho isso em mente e existem três meses para dar o meu melhor. Logo veremos o que acontece", indicou Griezmann

Especulado como contratação do Barcelona na janela de transferências, Griezmann negou que ficou no Atlético por conta de dinheiro.

"Eu fico onde me querem mais, onde me dão mais amor", disse. "Estou muito feliz no Atlético, tenho um técnico que gosta de mim, que me dá confiança, e tenho companheiros que acreditam em mim. Atrás tenho uma torcida que sei que me ama", concluiu.


Confira o debate do Folha em Campo sobre a Liga dos Campeões:

Veja também

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro
Eliminatórias

Conmebol define datas de rodada tripla das Eliminatórias em outubro

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo
Sport

Sem lesão, Sabino viaja e reforça Sport contra o Galo