Grito da República tem nova data para iniciar reforma

Antes prevista para dezembro de 2019, entrega da obra agora está programada para o mês de julho

Grito da República segue inapto para receber partidasGrito da República segue inapto para receber partidas - Foto: Léo Malafaia

O Grito da República segue inapto para receber partidas oficiais de futebol, e assim deve permanecer até o início do segundo semestre, pelo menos. O estádio localizado no bairro de Rio Doce, em Olinda, deveria ter passado por reformas até o fim de dezembro de 2019, no entanto, pendências na liberação de recursos atrasaram a readequação do equipamento.

O orçamento da obra gira em torno de R$ 1 milhão, com R$ 395 mil destinados ao Grito da República, mais R$ 395 mil à Vila Olímpica - incluindo a construção de um dojô - e R$ 195 mil ao estádio Olindão - que contempla a implantação de uma academia da terceira idade. A nova previsão de entrega das obras é o final de julho, segundo a Secretaria de Esportes de Olinda, responsável pela execução da obra. “O projeto já foi aprovado pela Caixa Econômica e será enviado à COPAL (Comissão Permanente de Licitações) para passar pelo processo de licitação. Acredito que em março assinaremos as ordens de serviço e teremos a verba liberada”, afirmou Sergio Santos, secretário executivo de Esportes de Olinda.

As intervenções previstas para tornarem o estádio apto a receber partidas oficiais são: aumento da altura do anel da arquibancada em 80 centímetros, criação de mais um acesso ao campo, restauração da parte elétrica da praça esportiva e climatização das cabines de rádio. Em outro projeto, o minicampo auxiliar ao Grito da República também receberia a troca de areia por grama sintética. O valor desta emenda estava orçado em R$ 600 mil, no entanto, após mudança na elaboração do projeto, a quantia será destinada à implantação de novas quadras, o que inviabilizou a troca de terreno.

Leia também:
Estádio Grito da República passará por reforma
Estádio Grito da República é inaugurado, mas está incompleto

O estádio de Rio Doce tem uma longa trajetória de atrasos em obras. Inicialmente, foi pensado para ser Centro de Treinamento das Seleções para as Copas das Confederações (2013) e do Mundo (2014). O equipamento, no entanto, só foi entregue à população no dia 28 de dezembro de 2016, três dias antes de acabar o segundo mandato do então prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, e com obras inacabadas. Vale salientar que o projeto foi promessa de campanha do atual deputado federal no ano de 2008.

Equipamento que já recebeu jogos de futebol americano, do Olinda Sharks, atualmente não sedia competições oficiais. Hoje, funciona como casa do futebol de várzea. “Nós liberamos o estádio para alguns jogos de várzea e times amadores, algo que não desgaste muito o gramado. Por isso, estamos buscando a melhora do equipamento para, no próximo ano, começarmos a receber jogos da segunda divisão do Campeonato Pernambucano. Alguns times já nos procuraram para buscar parcerias e mandar seus jogos aqui, infelizmente ainda não temos condições”, relatou o secretário.

Essas negociações com outras equipes não são novidades no município. Em reportagem publicada pela Folha de Pernambuco em junho de 2019, o então secretário executivo de Esportes de Olinda, Chiquinho, havia afirmado que ocorreram conversas sobre uma possível parceria do município com o Retrô Futebol Clube, que atualmente disputa a elite do Estadual. Na ocasião, o então secretário disse que o acordo não prosperou devido à vontade da gestão em deixar o legado de uma equipe nascida na cidade mandando os seus jogos no estádio. Essa opinião, no entanto, não é a mesma de Sergio Santos. “Não temos projeção de ter uma equipe profissional. O custo para vincular um time à Federação é muito alto e, no momento, o que podemos fazer é buscar parcerias”, frisou.

Em relação ao Olindão, o secretário afirmou que mesmo com o projeto da implantação de uma academia da terceira idade, as reformas estruturais no estádio já estão sendo feitas e que, provavelmente, até o fim de março, o equipamento deve ser entregue à população.

Veja também

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana
Futebol

Algoz de Vasco e Bahia, Defensa y Justicia conquista Copa Sul-Americana

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8
Basquete

Confira a vitória do Flamengo sobre o São Paulo por 79 a 71 na final da Copa Super 8