Gritos racistas provocam demissão do presidente da federação búlgara

Jogadores de futebol da Inglaterra foram insultados no jogo das Eliminatórias da Eurocopa, nesta segunda

Torcedores búlgaros ofenderam atletas inglesesTorcedores búlgaros ofenderam atletas ingleses - Foto: NIKOLAY DOYCHINOV / AFP

O primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borissov, pediu nesta terça-feira (15) a "demissão imediata" do presidente da federação búlgara de futebol, Borislav Mihaylov, após os incidentes racistas de torcedores durante a partida entre a seleção do país e a Inglaterra, na segunda-feira.

"É inadmissível que a Bulgária, um dos países mais tolerantes, seja associado ao racismo e à xenofobia, quando pessoas de etnias e religiões diferentes vivem aqui em paz", escreveu em sua página no Facebook o chefe do governo búlgaro, horas depois da seleção de seu país ser goleada pela Inglaterra (6x0) nas eliminatórias para a Eurocopa-2020.

Borissov ordenou o fim de qualquer vínculo, inclusive econômico, com a federação búlgara de futebol após uma "vergonhosa derrota" até que a demissão de Mihaylov seja concretizada. Desde que o atual presidente da federação assumiu o cargo, em 2005, a Bulgária não conseguiu se classificar para nenhum dos principais torneios internacionais.

Na segunda-feira (14), Mihaylov não quis comentar a derrota nem os gritos racistas e saudações nazistas por parte do público búlgaro no estádio. O mandatário deixou o estádio antes da final da partida.

Parte do público presente no estádio Vasil-Levski, em Sófia, proferiu insultos racistas contra três jogadores negros da Inglaterra, Tyrone Mings, Marcus Rashford e Raheem Sterling.

Leia também:
Primeiro-ministro do Reino Unido chama de "infames" gritos racistas
Zenit vê má interpretação em caso de racismo contra Malcom
Roma baniu torcedor por insultos racistas a Juan Jesus

O estádio Vasil-Levski já foi punido no passado com o fechamento parcial da arquibancada devido a insultos racistas da torcida em junho, durante uma partidacontra Kosovo.

Veja também

Keno marca três gols, Atlético-MG vence o Grêmio e se isola na liderança
Brasileirão

Keno marca três gols, Atlético-MG vence o Grêmio e se isola na liderança

CBF e clubes mantêm proibição de torcedores em jogos do Brasileirão
Protocolo

CBF e clubes mantêm proibição de torcedores em jogos do Brasileirão