Guerrero tem liminar revogada e não joga mais em 2018

A justiça suíça voltou a punir Guerrero por doping, deixando o atacante de fora dos gramados até abril do ano que vem

Guerrero assinou por três anos com o InternacionalGuerrero assinou por três anos com o Internacional - Foto: Reprodução/Twitter

A Justiça suíça revogou liminar que liberava Paolo Guerrero de punição por doping. Com a decisão, o centroavante, que assinou recentemente com o Internacional, volta a estar suspenso. A sanção é de oito meses, tempo restante da pena aplicada pelo CAS (Corte Arbitral do Esporte), e assim o peruano não atua mais em 2018.

A informação foi divulgada pelo globoesporte.com e confirmada ao UOL.

O clube gaúcho informou que ainda não foi comunicado oficialmente, mas se respalda no contrato e pretende dar suporte jurídico ao jogador.
Leia também:
Apresentado, Guerrero se diz ansioso por estrear no Inter
Guerrero é anunciado como novo jogador do Inter
Flamengo tenta segurar Guerrero e busca confirmar Vitinho
Pego na Lei Seca, Guerrero não poderá dirigir por um ano

Aos 34 anos, Guerrero assinou com o Inter por três anos e tinha estreia prevista para o próximo domingo (26), contra o Palmeiras, em Porto Alegre.

Em maio, Paolo Guerrero conseguiu efeito suspensivo no Tribunal Federal da Suíça. À época, a liminar foi concedida também em virtude da disputa da Copa do Mundo pela seleção peruana. Com a decisão, o centroavante participou do torneio na Rússia.

Guerrero assinou contrato de três temporadas com o Inter após deixar o Flamengo. O clube gaúcho incluiu no vínculo uma cláusula que amplia compromisso. Durante o período da punição, o Internacional não pagará os salários do jogador.

Veja também

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro
Campeonato Brasileiro

Inter humilha São Paulo no Morumbi e volta à liderança do Brasileiro

Veja como o Náutico pode se livrar na próxima rodada do risco de queda à Série C
Futebol

Veja como o Náutico pode se livrar do risco de queda à Série C