Futebol

Hélio elogia time e frisa que Náutico passou a ser respeitado

Treinador frisou que Timbu teve pelo menos duas boas chances para sair com a vitória diante do América/MG, nos Aflitos, pela Série B

Lance de Náutico 0x0 AméricaLance de Náutico 0x0 América - Foto: Caio Falcão

O Náutico não conseguiu engatar a sexta vitória consecutiva em casa na Série B do Campeonato Brasileiro. Ainda assim, o empate em 0x0 com o América/MG, líder do torneio, nos Aflitos, não foi apenas lamentado pelo técnico Hélio dos Anjos. De acordo com o treinador, o Timbu mostrou que tem um conjunto forte, principalmente por ter entrado em campo repleto de desfalques, como o lateral-direito Hereda, o zagueiro Ronaldo Alves, o volante Djavan, o meia Marcos Vinícius e o atacante Vinícius.

"O jogo trouxe uma coisa positiva: o Náutico tem time. Independente dos problemas que estamos atravessando por conta da Covid-19, nós fomos um time. Eu acompanho o América muito bem. Na Copa do Brasil, contra Corinthians, Palmeiras, Internacional e em jogos na Série B, eu nunca vi uma equipe fazer uma imposição técnica e física como fizemos hoje. Eu queria os três pontos. Precisava deles, mas acima de tudo eu saio com o pensamento de que nós temos um time, independente da escalação", afirmou.

O treinador também citou as duas oportunidades claras de gol que o Náutico teve na partida. No primeiro tempo, Kieza driblou o goleiro e tocou para Jean Carlos, que foi travado na hora do chute. Depois, já nos acréscimos do segundo tempo, Jorge Henrique girou dentro da área, mas chutou em cima do goleiros. Lances que poderiam ter decretado o triunfo do Timbu. 

"Tivemos duas ótimas chances e criamos algumas situações também em jogadas de profundidade. Fizemos um jogo de imposição. No segundo tempo, nós neutralizamos tudo do adversário. Anderson não pegou uma bola direta. Nem sempre acontece de ter 10 chances. Poderíamos ter definido as duas, mas eu acho que conquistamos um ponto e outra coisa importante: respeito. Nosso time é respeitado", declarou.

O próximo compromisso do Náutico é contra a Ponte Preta, domingo (17), no Moisés Lucarelli. Chance de o Timbu vencer a primeira fora de sob o comando do técnico Hélio dos Anjos. Até o momento , são três derrotas e dois empates. Além disso, com o auxiliar Marcelo Rocha, os pernambucanos perderam uma, perante o Confiança.

"Quem sabe essa não seja a melhor hora. Se vencermos, criamos uma situação altamente positiva. Lamento não ter ganho do Juventude da forma que jogamos, mas fomos roubados. Contra o Confiança, por outro lado, nós jogamos mal. O que é mais importante para mim é que o time tem a confiança necessária para exigirmos mais em partidas fora de casa", frisou.

 

 

Veja também

Perto de fechar com RB Bragantino, Maycon Cleiton não encara o Itabaiana
Futebol

Perto de fechar com RB Bragantino, Maycon Cleiton não encara o Itabaiana

Retrô recebe da CBF certificado de clube formador
Futebol

Retrô recebe da CBF certificado de clube formador