Futebol

Hélio lamenta “apagão” no começo do jogo em derrota para a Ponte

Náutico tomou dois gols em menos de 15 minutos, perdendo por 2x0, no Moisés Lucarelli, pela Série B

Lances de Ponte Preta x NáuticoLances de Ponte Preta x Náutico - Foto: Álvaro Júnior / Ponte Preta

A derrota do Náutico não foi definida em 90 minutos. Bastaram os primeiros 15 para a Ponte Preta fazer o dever de casa e tirar dos alvirrubros a oportunidade de se distanciar da parte de baixo da tabela. Com dois gols antes de um terço da primeira etapa, os paulistas construíram o triunfo por 2x0, no Moisés Lucarelli, pela Série B do Campeonato Brasileiro. 

“Hoje, deixamos de jogar por 13 minutos e pagamos caro. O adversário era um time frio nas oportunidades. Conseguimos comandar as ações, propondo contra-ataque, mas não fizemos o melhor”, declarou o técnico Hélio dos Anjos. 

Com o resultado, o Náutico permaneceu na 16ª posição, com 39 pontos. Mesma pontuação do Vitória, que empatou em 0x0 com a Chapecoense, no Barradão - os baianos estão abaixo na tabela por ter uma vitória a menos que os pernambucanos. Um alívio momentâneo, mas que deixa o Timbu em alerta.

“Estamos sempre em situação perigosa. Tem sido nossa realidade.Jogamos fora, mas nossos adversários diretos jogaram em casa. Mesmo assim, a gente conseguiu se manter (fora do Z4). Na quarta, temos de fazer prevalecer o mando de campo. Acredito que com uma pontuação menor do que 45 pontos, teremos equipes saindo da zona de rebaixamento”, frisou o treinador. 

O próximo jogo do Náutico é quarta (20), contra o Oeste, nos Aflitos. O técnico Hélio dos Anjos não terá a presença do volante Djavan, vetado pelo terceiro cartão amarelo. Em compensação, o time terá a volta de Rhaldney, que cumpriu suspensão automática diante dos paulistas.

 

Veja também

Pedro Manta é o novo técnico do Central
Futebol

Pedro Manta é o novo técnico do Central

Lateral-esquerdo Rafinha inicia treinos no Náutico
Futebol

Lateral-esquerdo Rafinha inicia treinos no Náutico