Náutico

Hélio se diz "muito satisfeito" e destaca personalidade da equipe em nova vitória na Série B

Treinador alvirrubro também comentou sobre a parte física da equipe, com maratona de jogos à vista e destacou atuação do goleiro Alex Alves

Hélio dos Anjos, técnico do NáuticoHélio dos Anjos, técnico do Náutico - Foto: Tiago Caldas/CNC

O treinador do Náutico, Hélio dos Anjos, se disse "muito satisfeito" com o desempenho do time, na vitória por 3 a 1 diante do Botafogo, em partida realizada na tarde deste domingo (20), nos Aflitos. Em coletiva realizada após a partida, o técnico alvirrubro também destacou a atuação do goleiro Alex Alves, responsável por defesas importantes e uma assistência, além de alertar sobre a parte física da equipe, que tem maratona de jogos à vista. 

O DAZN, maior serviço de streaming esportivo do mundo, apresenta o melhor das competições esportivas nacionais e internacionais por uma assinatura mensal pelo custo de R$ 19,90. Para quem já é assinante, basta acessar o site ou o app da plataforma. Para quem ainda não tem conta, o serviço disponibiliza 30 dias grátis, bastando clicar neste link para se cadastrar. Você pode acompanhar os eventos pelo computador, no celular, tablet ou até no console do videogame.

Sobre a partida, o treinador iniciou destacando o uso das linhas altas no Náutico, que, segundo Hélio, não resultou em jogadas perigosas por parte do Botafogo. Para o técnico alvirrubro, a medida forçou o adversário a mudar a estratégia para poder atacar. 

"A profundidade da nossa linha defensiva não trouxe ao Botafogo nenhuma jogada perigosa. Eu não vi jogadas concretizadas pelo Botafogo nessa movimentação. Isso é sinal que, quando jogamos adiantado, o adversário tem que criar para conseguir nos atacar", afirmou. 

O treinador do Timbu afirmou que não haverá jogo fácil na Série B, após ser questionado sobre a equipe ter sofrido na partida. Para Hélio, a partida deste domingo foi complicada e não será diferente no restante da competição, mas valorizou a atuação da equipe e a "personalidade" do time. 

"O Náutico não é o maior time do mundo, não somos infinitamente superiores a ninguém. Nós já sofremos em outros jogos para ganhar. E sofrer para ganhar, ganhando de 3 a 1, perdendo um pênalti ainda, tem muito mais virtudes, do que defeitos. Os adversários vão, sim, criar situações para nos neutralizar, dentro e fora de casa. Nós vamos nos preparar sempre. Hoje, com toda a dificuldade imposta pelo Botafogo, com um 4-4-2, com linhas baixas, com um meia aberto para fechar nossos dois laterais, mesmo assim nós jogamos. Eles tiveram chances? Tiveram. O Botafogo tem qualidade, vai crescer. Como todo mundo fala, o Botafogo é o gigante da divisão. Só que o Náutico, dentro de campo, está mostrando também, que é gigante. Eu vi um jogo difícil, que nós sofremos e vai ser assim no campeonato. Ninguém vai ganhar jogo fácil. Mas acima de tudo, meu time teve a personalidade, soubemos naturalmente usar o banco, reforçar o time dentro de campo e isso nos deu a vitória. Estou muito satisfeito", analisou.

Destaque da partida, o goleiro Alex Alves foi lembrado pelo treinador, que destacou a sequência e o entrosamento como fatores importantes para o desempenho do arqueiro alvirrubro. Para Hélio, a atuação de Alex neste domingo foi um "fato natural", por estar acompanhando o crescimento do atleta diariamente. 

"Goleiro precisa de jogo, precisa entender o seu time. O Alex já está sendo um jogador muito importante nas nossas saídas de bola, principalmente quando o adversário nos força a fazer uma saída baixa, que é marcar a pressão. E hoje nós erramos a saída, sei qual foi o erro e porque que nós erramos, no gol que o adversário fez. Mas, acima de tudo, o Alex está crescendo como está crescendo todo o time, todos os jogadores. Para ele foi muito bom uma partida como essa, contra um grande adversário. Ele tem um comportamento muito bom. Ele participar da decisão do jogo... porque o 3x1 foi decisivo para acabar com o jogo. Fez muito bem a movimentação. Méritos também do Paiva que atacou a linha, recebendo essa bola por trás dos dois zagueiros. Então eu vejo isso como um fato natural."

Ainda sobre Alex Alves, Hélio lembrou das críticas direcionadas ao atleta nos últimos meses e afirmou que quem conhece o jogador, é quem está no dia-a-dia da equipe. 

"Nós não podemos questionar jogador e ser questionado de fora para dentro. Todo mundo tem suas opiniões e suas observações, mas eu sempre falo: quem conhece seu jogador é quem o treina, quem está com ele todos os dias. É o João, nosso treinador do goleiro, somos nós... E o Alex está fazendo aquilo que ele tem que fazer, porque foi contratado para isso, e está fazendo bem feito", afirmou.

O técnico alvirrubro também lembrou da maratona de jogos do início da Série B, com quatro partidas jogadas nos últimos 13 dias e as próximas quatro partidas em um espaço de dez dias. Para Hélio, a resposta física da equipe já na partida de hoje, tendo em vista a sequência anterior, foi "brilhante. O treinador valorizou a rotação no elenco, para evitar o desgaste. No entanto, Hélio se mostrou preocupado com a situação do atacante Vinícius, que será reavaliado para a partida da próxima quarta-feira (23), contra o Londrina. 

"Primeiro, a resposta física foi brilhante. O futebol hoje, devido a pandemia, até a Copa do Mundo temos cinco substituições para fazer e temos a oportunidade de reforçar setores como um todo e hoje eu reforcei o setor de marcação sem perder a mobilidade e a qualidade de bola com Marciel que entrou muito bem. Normalmente hoje todo mundo mexe nas beiradas, porque exige uma função tática importante e o desgaste é natural, tivemos que fazer isso. E acima de tudo, lembrando que o nosso time vai estar preparado para a sequência. Tomara que não tenhamos contusões, mas estou preocupado, Vinícius já está com um pequeno problema, temos que decidir a ida dele amanhã. Futebol é isso, o calendário é ruim para nós e para os adversários", concluiu.

Veja também

Jardine cogita Reinier e espera jogo "gostoso de ver" da seleção contra o México
Jogos Olímpicos

Jardine cogita Reinier e espera jogo "gostoso de ver" da seleção contra o México

Com artilheiro machucado, Brasil encara algoz México na semifinal do futebol em Tóquio
Jogos Olímpicos

Com artilheiro machucado, Brasil encara algoz México na semifinal do futebol em Tóquio