Hericles e Augusto ganham elogios e preparo especial no Santa

Destaques no empate em amistoso contra o Treze/PB, meia e atacante recebem avaliação positiva do técnico Leston Júnior, que revela que a dupla passa por uma preparação específica na pré-temporada

Augusto e Hericles (no ar) realizando testes físicos na academia do Santa Cruz, no ArrudaAugusto e Hericles (no ar) realizando testes físicos na academia do Santa Cruz, no Arruda - Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Destaques do Santa Cruz no empate em 1x1 com o Treze/PB, em amistoso realizado no estádio Amigão, em Campina Grande, o meia Hericles e o atacante Augusto ganharam elogios do técnico Leston Júnior logo após o último teste antes da estreia oficial na temporada 2019. A dupla foi fundamental no primeiro tempo, com o segundo deles marcando o gol tricolor. Já o primeiro apareceu como o homem de criação das jogadas.

“Ambos se comportaram bem no amistoso e cumpriram função. Eu procuro dar uma estrutura para a equipe e liberdade aos atletas. Eles têm potencial e vão ajudar ao longo da temporada”, avaliou o comandante coral.

Leia também: 

Augusto treina nas férias e projeta 2019 no Santa: “Sem lesões”  

Após longo tempo parado, Hericles diz estar 100% recuperado 

Há três meses sem atuar no Santa, Hericles disputa coletivo  

Na entrevista coletiva, o treinador Leston Júnior ainda revelou que os dois atletas têm passado por uma preparação diferenciada na pré-temporada. A atenção especial é vista como fundamental. “Augusto e Hericles requerem um trabalho mais específico por conta do biotipo de um e do histórico recente (de lesões) do outro”, afirmou.

No treino que antecedeu o amistoso, o técnico sacou o meio-campista Allan Dias, titular em toda a parte da pré-temporada e nos jogos-treino, e acionou o jovem Hericles na armação. No mesmo treinamento, o primeiro deles sentiu dores no tornozelo, quando já estava entre os reservas, e não foi relacionado para a partida diante do Treze/PB.

Hericles e Augusto são remanescentes do elenco do Santa. O meia chegou ao Arruda na pré-temporada do ano passado, se destacou no início de 2018, mas sofreu uma contusão séria. Passou por uma cirurgia para retirar uma hérnia e ficou quase quatro meses parado (desde o dia 22 de maio). Ele renovou o contrato com o clube até o fim de 2019. Na temporada passada, o jogador de 23 anos disputou 14 partidas e marcou quatro gols.

Já o atacante, que tem vínculo até junho de 2020, foi contatado pelo Santa Cruz desde o Campeonato Brasileiro da Série B de 2017. De lá pra cá, ele jogou 40 partidas e marcou apenas cinco gols. No ano passado, disputou 24 jogos e balançou as redes só duas vezes. Sem brilho e com um histórico de lesões, Augusto, de 27 anos, foi criticado pela torcida e reconheceu o rendimento abaixo do esperado nas duas últimas temporadas. Para 2019, a projeção é se livrar das contusões para dar a volta por cima na carreira.

Veja também

Plantel do Osasco registra oito casos da Covid-19
Vôlei

Plantel do Osasco registra oito casos da Covid-19

Surto de covid-19 obriga Cabo Verde a desistir de Mundial de Handebol
Handebol

Surto de covid-19 obriga Cabo Verde a desistir de Mundial de Handebol