A-A+

Hollywood exibe impressões de mãos e pés de Kobe Bryant

O atleta deixou suas mãos e pés registrados em cimento para o Teatro Chinês

Homenagem a Kobe Bryant Homenagem a Kobe Bryant  - Foto: Frederic J. BROWN / AFP

Kobe Bryant pode até ter recebido um Oscar em 2018, mas o ex-jogador do Lakers nunca ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. Em vez disso, o atleta deixou suas mãos e pés registrados em cimento para o Teatro Chinês, que resolveu exibir o resultado pela primeira vez, na noite de segunda-feira (27).

Bryant, que morreu no domingo aos 41 anos num acidente de helicóptero, foi o primeiro atleta a receber a homenagem do teatro, numa cerimônia em 2011. No entanto, a placa de cimento nunca ficou exibida publicamente como acontece com as mãos e pés de dezenas de outras celebridades, no piso da entrada do teatro em Hollywood, uma das principais atrações turística da cidade. A ideia original era criar "uma nova categoria de cultura pop no futuro", explicou a assessoria do Teatro Chinês, inaugurado em 1927.

Leia também:
Filosofia transformou Kobe Bryant em lenda
Bicampeão olímpico, Kobe abraçou os Jogos também fora da quadra
Opinião: Kobe Bryant deixará legado além do basquete

Na cerimônia de 2011, Bryant comentou que estava "extremamente honrado, apesar de nunca ter sonhado com a possibilidade". "É algo que a gente vê nos cinemas o tempo todo. Nunca pensei que um dia seriam meus pés e mãos aqui ao lado dessa gente. É muito 'cool'."

Na noite de segunda-feira, um segurança cuidava da placa de cimento de Bryant e não deixava ninguém tocar, ou pisar para testar o tamanho dos pés (dizem que Bryant calçava entre 47 e 48). Afinal, é o que fazem muitos dos turistas que passam por aqui diariamente: além de tirar fotos, comparam suas mãos e pés com as das estrelas de cinema. Clint Eastwood, Eddie Murphy, Joan Crawford, Fred Astaire e Sandra Bullock são alguns dos homenageados.

"As contribuições de Kobe Bryant para sua comunidade são sem precedentes e inesquecíveis. Nós compartilhamos o luto coletivo dos angelenos nesta triste data", informou o teatro.

O hotel Hollywood Roosevelt, em frente ao Teatro Chinês e sede da primeira cerimônia do Oscar, em 1929, prestou homenagem ao jogador de basquete mudando as luzes do seu letreiro para amarelo e roxo, cores do Lakers. No telão da sua fachada, estava uma foto de Bryant, virada para a rua Hollywood Boulevard.

O atleta recebeu um Oscar em 2018 pelo curta-metragem de animação "Dear Basketball". O filme de cinco minutos é baseado num poema que ele mesmo escreveu em 2015 ao anunciar sua aposentadoria das quadras. A produtora de Bryant, Granity Studios, divulgou o curta online, que pode ser visto aqui.

Na segunda-feira, boa parte dos indicados ao Oscar deste ano se reuniu para uma foto coletiva, e o encontro começou com um minuto de silêncio em homenagem a Bryant e às oito pessoas que estavam com ele a bordo do helicóptero e também morreram, incluindo sua filha Gianna, de 13 anos.

Os jogos do Lakers costumam ser repletos de celebridades na primeira fileira, e uma das figuras sempre presentes é o ator Jack Nicholson. "Quando achamos que tudo é sólido, tem um grande buraco na parede. É um evento terrível", ele disse à CBS Los Angeles. O ator lembrou da primeira vez que conheceu Bryant, numa partida na Madison Square Garden, em Nova York.

"Eu brinquei com ele... ofereci uma bola de basquete e perguntei se ele queria que eu autografasse", contou. "Kobe me olhou como se eu fosse um louco."

Veja também

Rebeca domina no salto e se torna campeã mundial
Ginástica feminina

Rebeca domina no salto e se torna campeã mundial

Após um ano e sete meses, corridas de rua voltam a preencher o Recife
Corridas de rua

Após um ano e sete meses, corridas de rua voltam a preencher o Recife