Imprensa internacional exalta 'capita' pelo 'gol mais bonito dos mundiais'

O jornal Daily Mail, da Inglaterra, fez uma sequência de fotos do gol que eternizou o lateral direito do Brasil

TJPETJPE - Foto: Gabi Albuquerque/Arquivo Folha

A morte do capitão da seleção brasileira da Copa do Mundo de 1970, Carlos Alberto Torres, repercutiu na imprensa internacional, entre os jogadores brasileiros e clubes pelo qual ele treinou e atuou.

O jornal Daily Mail, da Inglaterra, fez uma sequência de fotos do gol que eternizou o lateral direito do Brasil. O El Períodico, da Espanha, diz que foi dele um dos gol mais bonitos da história dos mundiais.

Na final da Copa de 70, aos 41 minutos do segundo tempo, os brasileiros venciam por 3 a 1 e os italianos buscavam um gol para colocar pressão nos minutos finais e tentar um empate que levasse o duelo à prorrogação. Foi quando a seleção comandada por Zagallo armou um contra-ataque perfeito. A jogada passou pelos pés de meio time antes de chegar a Pelé, que viu Carlos Alberto avançar, livre, pela direita, em direção à área italiana.

O Rei rolou, mansamente, para o capitão da seleção, que disparou um petardo, indefensável para o goleiro Albertosi. Foi o golpe final na Azzurra, a certeza do tricampeonato para o Brasil. O El País, da Espanha, recorda uma entrevista de Carlos Alberto Torres onde fala sobre o lance emblemático.

"Foi uma jogada muito bonita que representou o que foi essa seleção. A maioria dos jogadores tocaram na bola, foi de um lado para o outro, sem que os italianos, que também tinha uma grande equipe, pudessem fazer nada", recordou.

JOGADORES E CLUBES

O Santos, equipe onde Carlos Alberto fez mais sucesso no futebol, fez uma postagem nas redes sociais e um agradecimento: "Obrigado por tudo, Carlos Alberto Torres!". A equipe do litoral paulista decretou luto de três dias pela morte do ex-jogador.

O Twitter do Corinthians lembrou a época que Torres treinou a equipe da capital de São Paulo. "Capitão do Tri com a #SeleçãoBrasileira, Carlos Alberto Torres foi técnico do #Timão em 48 jogos (1985 e 1988). Descanse em paz. #RIPCapita".
O Cosmos, dos EUA, também prestou sua homenagem. "Estamos profundamente tristes com a perda de Carlos Alberto, um jogador lendário e pessoa maravilhosa.

Ele vai permanecer sempre parte da família Cosmos", diz o texto do Twitter.
Apesar de não ser treinado por Torres, Alexandre Pato, que atualmente defende o Villarreal, da Espanha, demonstrou a sua tristeza pela perda do capitão da seleção de 1970. "Luto! Descanse em Paz Eterno Capitão Carlos Alberto Torres... que tristeza! Muita força a todos os familiares", escreveu.

Veja também

Afogados empata em casa com o Guarany/CE
Série D

Afogados empata em casa com o Guarany/CE

Milan estreia na fase de gupos da Liga Europa com vitória sobre Celtic
FUTEBOL

Milan estreia na fase de gupos da Liga Europa com vitória sobre Celtic