Infantino falará com Bolsonaro sobre mundial do Palmeiras

Infantino e Bolsonaro vão se encontrar na próxima quarta-feira, em Brasília, em encontro oficial da agenda do presidente da República

Presidente da Fifa, Gianni InfantinoPresidente da Fifa, Gianni Infantino - Foto: LUIS ROBAYO / AFP

O Palmeiras não é campeão mundial. Pelo menos é o que assegura o presidente da Fifa, Gianni Infantino. Presente no Brasil para participar da cerimônia de posse de Rogério Caboclo na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o mandatário da entidade máxima do futebol levou com bom humor o questionamento, mas negou dar o mesmo peso ao título da Copa Rio de 1951.

"Já decidimos dar o título de campeão mundial a todos que ganharam a Copa entre Europa e América do Sul desde 1960. Já 1951 é um pouquinho mais para trás. Vamos falar com o presidente Bolsonaro e vamos ver que solução teremos, mas o Palmeiras pode ganhar o próximo Mundial de Clubes. Por que não?", brincou Infantino, em entrevista à TV Globo.

Leia também:
São Paulo bate Palmeiras e é finalista no Paulistão
Bolsonaro usa camisa 'pirata' do Palmeiras em reunião e bomba na web
Palmeiras leva cinco troféus e domina Bola de Prata

Infantino e Bolsonaro vão se encontrar na próxima quarta-feira, em Brasília, em encontro oficial da agenda do presidente da República. O mandatário da Fifa, além de presenciar a posse de Rogério Caboclo, também participa do congresso da Conmebol, realizado em solo brasileiro.

O Palmeiras possivelmente deve ser um assunto tratado pela paixão pessoal de Jair Bolsonaro pelo clube alviverde. O presidente, antes de assumir a cadeira do executivo do país, esteve em campo no Allianz Parque para comemorar o título de campeão brasileiro do ano passado.

Veja também

"Vou pensar se saio ou se fico", diz Felipão após livrar Cruzeiro da Série C
Futebol

"Vou pensar se saio ou se fico", diz Felipão após livrar Cruzeiro da Série C

Empresário Josenildo Dody confirma pré-candidatura à presidência do Santa Cruz
Eleições

Empresário Josenildo Dody confirma pré-candidatura à presidência do Santa Cruz