Ingressos mais caros do Nordeste

Há um ano, os jogos em Salvador (novembro) e Fortaleza (outubro) tiveram ingressos mais baratos, respectivamente, por R$ 60 e R$ 70 na ocasião.

Michel Temer vistoria Barragem de JucazinhoMichel Temer vistoria Barragem de Jucazinho - Foto: Reprodução/Twitter Oficial

Assistir à Seleção Brasileira pelas eliminatórias da Copa do Mundo se tornou um programa caro nos últimos meses. Em um ano, a CBF mais que dobrou o valor dos ingressos, que no Nordeste chegou a seu ápice para Brasil x Bolívia na quinta-feira, em Natal. A população potiguar pagou, no mínimo, R$ 150 pela entrada inteira para o jogo.

Há um ano, os jogos em Salvador (novembro) e Fortaleza (outubro) tiveram ingressos mais baratos, respectivamente, por R$ 60 e R$ 70 na ocasião.
“Esse tema não se discutiu”, rejeitou José Vanildo, presidente da Federação Potiguar de Futebol, em contato com a reportagem. O dirigente disse que participou da definição dos preços para o jogo mais caro da Seleção entre quatro realizados no Nordeste. “Natal ganha uma visibilidade mundial nesse jogo, divulgando a cidade como destino firme e divulgando a Arena das Dunas”, acrescentou.
Apesar do preço, a população potiguar demonstrou entusiasmo com a perspectiva de receber a seleção após mais de 30 anos. Os 31 mil ingressos colocados à venda se esgotaram em oito horas. “Fomos recordistas de venda em tempo reduzido”, acrescentou Vanildo, que é chefe da delegação brasileira em Natal. Na segunda, a seleção fez treino aberto para 10 mil torcedores, que em uma hora haviam esgotado os ingressos - foram trocados por 10 toneladas de alimentos.

Procurada pela reportagem, a CBF preferiu não comentar sobre a alta de preços, o que já havia ocorrido em setembro, em Manaus, com os ingressos mais baratos em R$ 220, mais alto valor se levada em conta todas as Eliminatórias. A estimativa de arrecadação para Brasil x Bolívia é de R$ 4 milhões.

Veja também

Eu vou sempre te aplaudir, diz Pelé no aniversário de Maradona
Homenagem

Eu vou sempre te aplaudir, diz Pelé no aniversário de Maradona

Maycon prega respeito ao Imperatriz e alerta sobre Covid-19: ‘Não é uma simples gripezinha’
Santa Cruz

Maycon prega respeito ao Imperatriz e alerta sobre Covid-19: ‘Não é uma simples gripezinha’