Inspirada em carta de Kobe Bryant, animação ganha Oscar

"Dear Basketball" é baseado na carta que o ex-jogador escreveu em 2015, anunciando a aposentadoria das quadras

Kobe venceu na categoria Melhor Curta de Animação, por Dear BasketballKobe venceu na categoria Melhor Curta de Animação, por Dear Basketball - Foto: Kevin Winter/Getty Images North America/AFP

Dono de cinco anéis de campeão e um título de MVP da NBA, além de dois ouros olímpicos, o ex-jogador Kobe Bryant se tornou o primeiro atleta da história a conquistar um Oscar. Na madrugada desta segunda-feira (5), ele foi agraciado com a cobiçada estatueta na categoria Melhor Curta de Animação, por "Dear Basketball", inspirado na carta que Kobe escreveu ao The Player's Tribune, em novembro de 2015, anunciando a aposentadoria das quadras ao término daquela temporada da NBA.

Kobe atuou como roteirista, narrador e produtor executivo da obra. Para transformar o poema em vídeo, contou com o suporte de luxo do ilustrador Glen Keane, de “A Bela e a Fera” e “Aladdin”, e do compositor John Williams, responsável pela trilha sonora da saga “Star Wars".

No palco, a lenda do esporte norte-americano e mundial agradeceu aos familiares e ainda alfinetou a apresentadora do canal "Fox News" Laura Ingraham, que, em rede nacional, atestou que "LeBron (James) deveria calar a boca e driblas uma bola de basquete", se referindo às críticas feitas pelo jogador ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

"Não sei se isso é possível. Como jogadores de basquete nós só deveríamos driblar e arremessar. Eu estou orgulhoso de conseguir fazer um pouco mais do que isso. Obrigado, Academia, por essa honra maravilhosa. E obrigado John Williams pela maravilhosa trilha sonora, Obrigado Verizon por acreditar no filme. Obrigado Molly Carter, sem você nós não estaríamos aqui. E obrigado a minha mulher Vanessa e nossas filhas Natalia, Gianna e Bianka. Vocês são as minhas inspirações", disse ele, que foi parabenizado nas redes sociais pelo Los Angeles Lakers, franquia pela atuou durante toda a carreira, e por companheiros do esporte.

Veja o trailer original do curta "Dear Basketball"



Polêmica
Embora tenha a trajetória reconhecida, a premiação de Kobe ressuscitou o fato de ele ter sido acusado de estuprar uma mulher de 19 anos em 2013. A moça era funcionária de um hotel do estado de Colorado no qual o jogador, à época com 24 anos, estava hospedado.

Como a indústria cinematográfica norte-americana vive o #MeToo, movimento no qual as mulheres vítimas de assédio e abuso sexual romperam o silêncio e que chegou a ser considerado a personalidade do ano da revista americana Time, falou-se de um possível constrangimento sobre a presença do ex-jogador.

Kobe alegou que o sexo entre os dois foi consentido. A investigação foi paralisada após a jovem parar de colaborar com a polícia e se recusar a testemunhar contra ele. Entretanto, entrou com um processo civil, que resultou em um acordo de US$ 5 milhões. Posteriormente, Kobe se desculpou pelo caso.

Veja também

Empresário de Everaldo diz que Sport não procurou atacante para renovação
Futebol

Empresário de Everaldo diz que Sport não procurou atacante para renovação

Real Madrid bate Inter e passa como líder da chave às oitavas da Liga dos CampeõesFutebol Internacional

Real Madrid bate Inter e passa como líder da chave às oitavas da Liga dos Campeões