Inspirado em interinos da Série A, Dudu tenta se consolidar no Náutico

Outros clubes também apostaram em interinos nesta temporada e, por enquanto, seguem mantendo o serviço dos mais jovens. Inspirações para Dudu seguir nos holofotes.

Dudu Capixaba passa relatórios dos jovens da base para Dal PozzoDudu Capixaba passa relatórios dos jovens da base para Dal Pozzo - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

Neste sábado (19), Dudu Capixaba fará sua segunda partida como treinador profissional do Náutico. O que para muitos não aconteceria, já que a ideia inicial da diretoria era trazer um nome rapidamente após a saída de Roberto Fernandes. Os dias passaram e nada aconteceu. Dudu estreou, ganhou e, no linguajar popular, “foi ficando”. Já são duas semanas de trabalho. Os dirigentes continuam procurando um novo técnico, mas enquanto isso não acontece, ele vai ganhando tempo. Cenário que tem exemplos parecidos em 2018. Outros clubes também apostaram em interinos nesta temporada e, por enquanto, seguem mantendo o serviço dos mais jovens. Inspirações para Dudu seguir nos holofotes.

Dois grandes clubes do futebol brasileiro estão sob o comando de interinos: Atlético/MG e Flamengo. No Galo, Thiago Larghi assumiu a equipe em fevereiro, depois da saída de Osvaldo Oliveira. O treinador de 37 anos ganhou a confiança dos mineiros com um perfil estudioso e bom relacionamento com os atletas. A diretoria do Atlético, inclusive, já estuda a ideia de efetivar o profissional.

Leia também:
Dudu confirma titulares do Náutico contra a Juazeirense
Inspirado em Erick e Ortigoza, Robinho comemora fase no Náutico

Um ano mais novo que Larghi, Maurício Barbieri também se encaixa na lista de profissionais que chamam atenção pela dedicação nos trabalhos táticos e na gestão de grupo. Substituiu Paulo César Carpegiani no final de março e, desde então, conviveu com a possibilidade de voltar a ser auxiliar sempre que um nome era cogitado para assumir o clube. Cuca, Renato Gaúcho e outros foram ventilados. Ninguém veio, Barbieri ficou e, em menos de dois meses, alcançou dois feitos importantes. O primeiro foi o de classificar o Flamengo para as oitavas de final da Libertadores. O segundo foi o de alçar o time ao posto de líder da Série A. Com campanhas assim, tudo indica que é uma questão de tempo sua efetivação.

"Procuro observar esses treinadores porque também tenho minhas metas. Hoje sou funcionário do clube e penso apenas na próxima partida, contra a Juazeirense. Estou feliz com a oportunidade de estrear em uma grande equipe da capital. Sei que a pressão de botar um treinador da casa é grande, mas fico feliz que tenham confiado em mim. Mas se chegar outro técnico no Náutico, vou passar as informações que tenho. Vou deixar as coisas acontecerem", afirmou Capixaba.

Veja também

Argentina derrota Paraguai e assume ponta do Grupo A
Copa América

Argentina derrota Paraguai e assume ponta do Grupo A

Paraguai aposta na sua capacidade defensiva para surpreender na Copa América
Copa América

Paraguai aposta na sua capacidade defensiva para surpreender na Copa América