Veteranos

Inspirado em símbolo do basquete local, time promove reencontro entre gerações

Equipe, chamada de João Damásio, revive bons tempos da modalidade e prepara retorno

Equipe reúne ex-alunos do colégio Salesiano e ex-atletas do SportEquipe reúne ex-alunos do colégio Salesiano e ex-atletas do Sport - Foto: Cortesia

Considerado por muitos como o segundo esporte dos brasileiros nos anos 1980 e 1990, o basquete veio perdendo espaço desde as aposentadorias de ídolos como Oscar, Hortência e Magic Paula. No entanto, é fato que quem cresceu entre as décadas mencionadas praticava e assistia muito mais o esporte da bola laranja. Com isso, ex-alunos do colégio Salesiano e ex-atletas do Sport se reuniram no final do ano passado e decidiram que, depois de quase 30 anos, estava na hora de voltar a praticar a modalidade. Assim nasceu a equipe João Damásio. 

“Nós fizemos uma primeira conversa informal e surgiu a ideia de tentar juntar outras pessoas para retomar a prática do basquete. A maioria estava praticando alguma atividade física ainda, mas longe do basquete. Então começamos a contactar outros amigos e marcamos alguns treinos. Nesse momento surgiu a oportunidade de disputar um campeonato de master e precisávamos de um nome para a equipe. Daí surgiu a ideia de homenagear João Damásio” afirmou Ailton de Alcântara, um dos fundadores do grupo. 

João Damásio foi um atleta e professor de basquete entre as décadas de 1980 e 1990. Seu trabalho era voltado para as categorias de base e foi responsável pela formação de diversos atletas em Pernambuco. Nos Damásios, como ficaram popularmente conhecidos, todos os atletas passaram em algum momento pelas mãos do histórico técnico pernambucano. “Eu mesmo comecei com João com oito, nove anos na escolinha do Colégio Salesiano, depois entrei na equipe do colégio e do Sport, participando de diversas competições locais, estaduais e nacionais. João, inclusive, é citado como uma das três inspirações de Roberto Dornelas, outro grande treinador do estado, que atualmente dirige a equipe feminina do Sport”, disse Ailton.

“A homenagem a João nem foi a primeira que fizemos. O início do grupo, no final de 2019, foi com a intenção de marcar um almoço com outro antigo treinador nosso, Balu. Ele nos treinou na categoria infantil e foi de extrema importância. A partir daí, fomos aumentando o grupo e ainda batemos uma peladinha. Tínhamos a intenção de fixar alguns dias para ficarmos jogando. Mas em março deste ano surgiu a oportunidade de disputar um torneio e aí oficializamos a equipe. Não conseguimos disputar por causa da pandemia da Covid-19, mas aproveitamos o tempo em que não podíamos treinar e confeccionamos nossos uniformes”, afirmou Arnóbio Julião, outro coordenador do grupo.

Outra particularidade do grupo foi que a grande maioria estava há muitos anos sem praticar basquete. Mesmo sabendo que a atividade física é essencial, voltar a jogar um esporte que alguns já estavam afastados há mais de duas décadas é extremamente desafiador. “No meu caso, eram 30 anos sem jogar. A volta, obviamente, foi difícil. A mente até pensava em fazer alguma jogada diferente, mas o corpo não reagia. É normal. O que precisamos é até entender os nossos limites”, disse Ailton. Arnóbio ainda ressaltou que o intuito principal era voltar à convivência com os amigos antigos.

“É incrível o legado do esporte. Essas amizades eram muito boas e nós continuamos nos divertindo bastante, agora voltamos a fazer o que nos une e amamos. O intuito da gente é envelhecer juntos e fazendo atividades que gostamos. Sem falar que isso nos proporciona uma saúde muito boa. Buscamos influenciar não só pessoas de nossa idade, como também os mais jovens”, exclamou Arnóbio.

Servindo de inspiração para todas as idades, os Damásios voltaram a treinar em 20 de outubro e planejam disputar competições em 2021. Os campeonatos de basquete master são disputadas, em sua grande maioria, com intervalos de cinco anos entre as categorias. Por exemplo, entre 40 e 45 anos, 45 e 50 e etc.

Veja também

Time da NBA terá cães farejadores de Covid-19 na volta de público a ginásio
Basquete

Time da NBA terá cães farejadores de Covid-19 na volta de público a ginásio

Com sonho de jogar na Europa, Rhaldney comemora regularidade no Náutico
Futebol

Com sonho de jogar na Europa, Rhaldney comemora regularidade no Náutico