Islândia, a surpreendente seleção dos vikings

Depois de serem a sensação da Euro, em 2016, os islandeses prometem muito mais em solo russo

Sigurdsson, atleta islandês que defende o Everton da InglaterraSigurdsson, atleta islandês que defende o Everton da Inglaterra - Foto: AFP

A força viking. Com uma população equivalente a de Caruaru, a Islândia conseguiu revelar bons jogadores de futebol, que levaram a seleção pela primeira vez a um Mundial. Depois de ser a sensação da Euro 2016, os islandeses prometem muito mais em solo russo. Na fase de grupos das Eliminatórias, o time ficou à frente da favorita Croácia, e conseguiu a vaga direta.

Na liderança técnica da equipe comandada por Heimir Hallgrímsson está Gylfi Sigurdsson, do Everton. O meio-campo de 28 anos já foi o líder de assistências na Premier League pela Swansea e hoje reforça o Everton. Além do camisa 10, outro nome a se considerar é o do experiente zagueiro Ragnar Sigurdsson, que inclusive atua em solo russo, no Rostov.

Participações em Copas: 1 (2018)
Ranking na Fifa: 22º
Melhor resultado: estreante
Craque: Gylfi Sigurdsson (Everton/ING)
Técnico: Heimir Hallgrímsson
Time-base: Halldórsson; Saevarsson, Ámason, Ragnar Sigurdsson e Magnússon; Gudmundsson, Gylfi Sigursson, Gunnarsson e Bjarnason; Finnbogason e Bodvarsson

Leia também:

Socceroos veem ídolo se despedir na Rússia
Peru: Fim de uma longa espera
Dinamarca, a candidata à uma vaga nas oitavas
A última chance de La Pulga
Croácia e um meio campo de rmuito espeito
A promessa africana renovada para a Copa do Mundo
Jovens e talentosos, eis Les Blues
Temperaturas agradáveis em Rostov-on-Don e Kazan

Veja também

Clubes brasileiros dominam a Libertadores, mas crise pode ser uma ameaça à hegemonia
Futebol

Clubes brasileiros dominam a Libertadores, mas crise pode ser uma ameaça à hegemonia

Aberto dos Estados Unidos de golfe, na Califórnia, vai voltar a receber espectadores
Golfe

Aberto dos Estados Unidos de golfe, na Califórnia, vai voltar a receber espectadores