J. Hawilla, delator do escândalo da Fifa, morre em São Paulo

Hawilla estava internado desde a última segunda-feira, no Hospital Sirio-Libanês

J. Hawilla, proprietário da TrafficJ. Hawilla, proprietário da Traffic - Foto: Zanone Fraissat/Folhapress

Principal delator do escândalo de corrupção da compra de direitos de transmissão de direitos esportivos, que culminou com a prisão do ex-presidente da CBF, José Maria Marin, o empresário J. Hawilla morreu nesta sexta-feira (25) em São Paulo, aos 74 anos. Ele estava internado desde a última segunda-feira, no Hospital Sirio-Libanês. Estava com problemas respiratórios.

A TV Tem, emissora que era de propriedade de Hawilla, no interior de São Paulo, divulgou uma nota oficial sobre sua morte.

Leia também:
Pivô do escândalo da Fifa, J.Hawilla retorna ao Brasil
Em gravação, Hawilla negocia propina para dirigentes

Veja também

Dinamarca vence Rússia e avança às oitavas da Eurocopa
Futebol

Dinamarca vence Rússia e avança às oitavas da Eurocopa

Copa América tem 140 casos de Covid-19, diz Conmebol
Futebol

Copa América tem 140 casos de Covid-19, diz Conmebol