Jaime destaca bom início dos defensores do Santa

Time sofreu dois gols em quatro partidas oficiais e zagueiro garante que defesa está se aprimorando

Zagueiro comemora começo seguro do setor e prevê melhor rendimento com o decorrer dos jogosZagueiro comemora começo seguro do setor e prevê melhor rendimento com o decorrer dos jogos - Foto: Anderson Stevens

 

O torcedor tricolor tem vis­­­­to poucas vezes a sua equipe ser vazada neste início de temporada. Em 2017, o goleiro Júlio César teve de pegar a bola no fundo de sua meta em apenas duas oportunidades. Ambas nos dois primeiros jogos oficiais do Santa Cruz no ano - diante do Campinense (1x1) e contra o Náutico (1x1). Caso o amistoso contra o Paysandu entre na conta, em três partidas a defesa tem desempenhado bem o seu trabalho. Um dos componentes do se­­­­tor, o zagueiro Jaime, falou com entusiasmo sobre a fase atravessada.
“Nós tivemos a oportunidade de enfrentar boas equipes como o Campinense e o Náutico, duas vezes. E conseguimos manter uma boa média, com apenas dois gols sofridos. Mas estamos trabalhando no dia a dia para melhorar ainda mais o nosso desempenho. Com o tempo vamos melhorar o entrosamento e a tendência é manter esse bom retrospecto”, disse o defensor.
Jaime não atuou em apenas uma partida do Santa Cruz no ano, por conta de uma suspensão por cartão vermelho. O jogo foi contra o Belo Jardim, no Arruda, e a partida terminou no 0x0. Na oportunidade, a vaga foi suprida por Anderson Salles. “Nosso time tem a consciência de se ajudar para facilitar o trabalho de todos. E estamos cumprindo bem o nosso papel ali, marcando forte, sabendo das dificuldades de pegar atacantes rápidos.”
Além do início de boa fase vivido pela defesa coral, um jogador também tem motivos para comemorar o momento atravessado neste início de temporada. O meia Thomás, contratado no início do ano junto ao Flamengo, chegou sob olhares desconfiados. A titularidade aconteceu com o tempo, no jogo contra o Náutico, e a resposta foi dada de forma decisiva: Assistência para o gol da vitória por 1x0.
“Eu vim para o Santa Cruz com o intuito de conquistar a vaga de titular. Não vou ser hipócrita e falar que não queria jogar. Mas sempre respeitei quem estava antes de mim. Acho que aproveitei bem a oportunidade, mas sei que posso melhorar. É só o começo e muitas coisas vi­­­rão”, disse o meia, que espera desfrutar ainda mais do esquema proposto por Vinícius Eutrópio, no jogo contra o Náutico.

Na oportunidade ele dividiu a criação com o companheiro Léo Costa. “Eu gosto muito desse esquema. Joguei assim no Flamengo e também nas seleções de base e gosto muito. Agora chegou Halef, que é um bom atacante, e tem as características de um (camisa) nove”, afirmou.

 

Veja também

Alexandre Gallo será o novo técnico do Santa Cruz
Santa Cruz

Alexandre Gallo será o novo técnico do Santa Cruz

Após eliminação, Roberto de Jesus afirma que optou por 'time mais avançado' e explica alterações
Santa Cruz

Após eliminação, Roberto de Jesus afirma que optou por 'time mais avançado' e explica alterações