Jean Patrick coloca Sport na Justiça e pede rescisão de contrato

Volante que chegou à Ilha do Retiro neste ano, alega três meses de salários atrasados para solicitar saída do clube

Jean Patrick, volante do SportJean Patrick, volante do Sport - Foto: Ed Machado/Folha de Pernambuco

Um dos primeiros reforços do Sport para a temporada 2020, Jean Patrick parece estar perto de dar adeus à Ilha do Retiro. O volante entrou com uma ação na Justiça do Trabalho pedindo a rescisão contratual com o clube rubro-negro, por causa de três meses de salários atrasados, segundo noticiou na manhã desta sexta-feira (8) o portal GloboEsporte.com.

Na solicitação feita à Justiça, através da 14ª Vara do Trabalho do Recife, por meio de seu advogado Filipe Rino, o atleta pede a rescisão indireta do contrato com o Leão, além de baixa do registro junto a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O jogador alega não ter recebido os salários de fevereiro, março e abril. 

A juíza à frente do processo é Walkiria Miriam Pinto de Carvalho. “JEAN PATRICK REIS, nos autos da reclamação trabalhista ajuizada em face de SPORT CLUBE DO RECIFE requer o reconhecimento da rescisão indireta do contrato de trabalho e, baixa do registro junto a CBF”, relata um dos trechos do documento. A reportagem tentou falar com o jurídico rubro-negro, mas não obteve sucesso até o momento.

Jean Patrick chegou ao Sport esse ano, após se destacar com a camisa do Cuiabá na Série B do ano passado. Depois de iniciar o ano como titular na Ilha do Retiro, o atleta acabou perdendo espaço. Dos 16 compromissos do clube no ano, o volante atuou em seis, e ajudou com um gol.

Veja também

Bolsa Atleta contempla 80% da delegação brasileira em Tóquio
OLIMPÍADAS

Bolsa Atleta contempla 80% da delegação brasileira em Tóquio

Copa do Nordeste amplia número de clubes participantes; Pernambuco terá cinco vagas
Futebol

Copa do Nordeste amplia número de clubes participantes; Pernambuco terá cinco vagas