A-A+

Jefferson analisa possibilidade de pênaltis contra o Botafogo

Goleiro do Náutico já defendeu seis cobranças como profissional pelo Timbu e detalhou como se prepara para as penalidades

Jefferson pegou um pênalti no jogoJefferson pegou um pênalti no jogo - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

No ano passado, o Náutico passou por quatro decisões de penalidades, valendo classificação em mata-mata, acesso de divisão e título. Foi vitorioso em duas e perdeu outras duas (para Sport, no Campeonato Pernambucano, e Santa Cruz, na Copa do Brasil). Nas que levou melhor, vale salientar, o time teve Jefferson no gol. Ele foi um dos heróis nos duelos perante o Paysandu, que deu a vaga à Série B ao Timbu, e ante o Juventude, credenciando os pernambucanos à final da Série C 2019. Em 2020, o camisa 1 pode ser novamente acionado. Nesta quarta (19), contra o Botafogo, nos Aflitos, o Alvirrubro disputa uma vaga na terceira fase da Copa e, se o jogo terminar empatado nos 90 minutos, a definição do classificado sairá nos pênaltis.

"Estudamos os batedores, mas ali na hora é o feeling, uma decisão do momento. O enquadramento do corpo, a velocidade que ele vai para a bola. Algumas coisas são da análise e outros do instinto. Se for para os pênaltis, nós vamos trabalhar assim como fizemos no ano passado. Treinamos muito e nossos batedores foram perfeitos na cobrança. Se precisar, estaremos preparados", declarou o goleiro, citando as defesas de pênalti que já fez pelo Náutico no time profissional. "Foram seis. Uma em 2017, contra o Boa Esporte, duas em 2018, contra o Itabaiana, duas em 2019, contra Paysandu e Juventude, e uma neste ano diante do Treze", completou.

O goleiro também destacou para outro trunfo que o Náutico pode ter contra o Botafogo: os Aflitos. Nas duas decisões de pênalti que venceu, o jogo acontecia com o mando alvirrubro. "Quando o professor chegou, ele não teve oportunidade de trabalhar nos Aflitos, mas frisou que, quando era jogador, sempre achou difícil jogar nos Aflitos. Ele disse que a gente precisava resgatar a força que tínhamos dentro de casa. Os adversários precisavam sentir a força do Náutico nos Aflitos. Isso está sendo essencial na nossa campanha. Não perdemos ainda (no estádio) desde a chegada dele", apontou o goleiro.

Em uma possível disputa de pênaltis, Jefferson pode encarar Gatito ou Diego Cavalieri. O primeiro é o titular, mas está com dores na coxa direita e não tem presença assegurada. Maior reforço do Botafogo para 2020, Honda ainda está se condicionando fisicamente e não reforça a equipe.

Leia também:
Aflitos é arma do Náutico para eliminar Botafogo na Copa do Brasil
Náutico divulga preço dos ingressos para jogo contra Botafogo

Veja também

Série D define dois últimos clubes que subirão à Série C de 2022
Futebol

Série D define dois últimos clubes que subirão à Série C de 2022

Dá, sim, para acreditar no acesso, Timbu!
Que Golaço!

Dá, sim, para acreditar no acesso, Timbu!