Jiménez avalia concorrência no meio-campo do Náutico

Volante pode atuar ao lado de Josa ou Luiz Henrique, correndo o risco também de perder espaço entre os titulares

Paraguaio Jiménez substitui Jose, suspenso após ser expulso na estreiaParaguaio Jiménez substitui Jose, suspenso após ser expulso na estreia - Foto: Léo Lemos/Náutico/Divulgação

A volta de Luiz Henrique aos treinamentos acirrou ainda mais a concorrência no meio-campo do Náutico. Nos primeiros amistosos da temporada, o técnico Márcio Goiano testou o time com Josa, Rhaldney e Lucas Paraíba (contra o Newell’s Old Boys/ARG) e Josa, Jiménez e Lucas Paraíba (contra o Treze).  Para a estreia oficial do Timbu no dia 15 de janeiro, contra o Fortaleza, pela Copa do Nordeste, a equipe pode ter um novo trio no setor.

“Venho trabalhando bem desde que começou a pré-temporada. Ninguém tem vaga assegurada e estou tranquilo. Posso jogar com Luiz Henrique ou com Josa. Não tenho problema de fazer qualquer função ali no meio-campo”, afirmou Jiménez.

A julgar pelo esquema utilizado neste ano, Márcio Goiano pode montar o meio-campo com três volantes, sendo um deles mais fixo e dois intercalando as subidas à frente. Em 2018, o trio principal teve Josa, Luiz Henrique e Jhonnatan – o último deixou o Timbu para atuar no CSA. Em 2019, Jiménez poderia herdar o espaço.

Outra opção seria colocar Jorge Henrique como um meia de ligação, deixando o Náutico com apenas dois volantes. Sendo assim, Josa, Luiz Henrique e Jiménez não jogariam juntos, restando duas vagas para três peças.

Leia também:
Luiz Henrique volta aos treinos no Náutico
Wallace Pernambucano pronto para ser a referência do Náutico

Veja também

Às vésperas de decisões dentro e fora de campo, Nei Pandolfo tenta construir elenco de 2021
Santa Cruz

Às vésperas de decisões dentro e fora de campo, Nei Pandolfo tenta construir elenco de 2021

Bandeira e outros dez viram réus por incêndio no CT do Flamengo
Incêndio no Ninho

Bandeira e outros dez viram réus por incêndio no CT do Flamengo