Joanna Maranhão ganha homenagem no Espaço Pernambuco Imortal

Pernambucana, Joanna Maranhão é dona de oito medalhas em Pan Americanos e finalista dos 400 metros medley nas Olimpíadas de 2004 em Atenas, na Grécia

Joanna obteve, em 2004, a melhor colocação da história de uma nadadora brasileira nas OlimpíadasJoanna obteve, em 2004, a melhor colocação da história de uma nadadora brasileira nas Olimpíadas - Foto: Rafael Brasileiro/Arena de Pernambuco

Na tarde desta quinta-feira (28/6) a nadadora Joanna Maranhão ganhou um novo prêmio. Desta vez foi longe das piscinas. Na Arena de Pernambuco, a atleta que participou de quatro Olimpíadas foi homenageada e deixou suas marcas no espaço Pernambuco Imortal, o hall da fama do esporte pernambucano.

Dona de oito medalhas em Pan Americanos e finalista dos 400 metros medley nas Olimpíadas de 2004 em Atenas, na Grécia, onde terminou em quinto lugar, obtendo a melhor colocação da história de uma nadadora brasileira, Joanna foi recebida pelo secretário executivo de Esportes Diego Pérez e pelo diretor geral da Arena de Pernambuco Kleber Borges. Foi a primeira vez que a atleta foi até ao estádio dos pernambucanos e ficou muito feliz com a homenagem.

Leia também:
Joanna deixa clube após contratação de ex-cartola da CBDA
Espetacular, Joanna Maranhão conquista quarto ouro no Maria Lenk
Impossível, Joanna Maranhão bate recorde sul-americano

“É uma honra muito grande ser homenageada como uma das grandes esportistas desse Estado, que tem muita história esportiva. Ter os nossos nomes lembrados é memória esportiva. É legado esportivo. Pensar que crianças virão aqui e se espelharão é muito legal. É isso que o esporte faz. A gente tem que deixar alguma coisa para que as pessoas vão além. Em nome de todos os atletas do estado eu agradeço muito!”, afirmou a nadadora.

Presente na cerimônia e um dos idealizadores do espaço Pernambuco Imortal, o secretário executivo Diego Pérez lembrou que Joanna foi e segue sendo modelo para vários atletas. “Não é qualquer atleta que chega a quatro Jogos Olímpicos e é mais do que natural que Joanna esteja imortalizada ao lado destes outros grandes nomes. Ela é um exemplo de que altos voos podem ser alcançados logo cedo. Joanna foi para uma Olimpíada com 17 anos. São poucos que conseguem isso e ela é um exemplo a ser seguido.”

Além de Joanna, Yane Marques (pentatlo), Roseane Ferreira dos Santos “Rosinha” (paratletismo), Adriana Salazar (natação), Jemima Alves (judô), Felipe Nascimento (pentatlo), José João da Silva (atletismo), Suely Guimarães (paratletismo), Ted Monteiro (vela), Cláudio Cardoso (vela), Cisiane Dutra (marcha atlética), Keila Costa (atletismo), Rivaldo (futebol) e Ricardo Rocha (futebol) já estão no hall da fama do esporte pernambucano e foram eleitos pelo Conselho Estadual de Esportes.

Veja também

Vasco faz 3 a 0 no CRB e vence a primeira em casa na Série B
Campeonato Brasileiro

Vasco faz 3 a 0 no CRB e vence a primeira em casa na Série B

Vôlei: seleção feminina garante vice-liderança na Liga das Nações
Vôlei

Vôlei: seleção feminina garante vice-liderança na Liga das Nações