Joanna Maranhão revela que agressores virtuais serão processados

Através do Twitter, a atleta anunciou que as ações por dano moral terão início na próxima semana

Te Peguei! Te Peguei!  - Foto: Divulgação

A nadadora pernambucana Jaonna Maranhão revelou, na manhã desta sexta-feira, que as pessoas que a agrediram verbalmente através das redes sociais há pouco mais de um mês, serão processadas. "Recebi a excelente notícia que na próxima semana se iniciam as ações por dano moral pelas agressões que sofri pela Internet...", escreveu Joanna em sua conta no Twitter.

As agressões aconteceram durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, e tiveram início depois dela não ter pegado semifinal na prova dos 200 metros medley. Na época, Joanna contou que tinha prometido não acessar as redes sociais enquanto estivesse concentrada para o evento, mas que acabou olhando sua página no Facebook.

Entre os escritos, alguns falavam do caso de abuso sexual sofrido por ela na infância, outros insultavam sua família. Uns chegaram a desejar sua morte. Abalada, Joanna fez um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro e falou publicamente sobre o acontecido, prometendo tomar medidas judiciais e investir o dinheiro que ganhasse na causa em ações de combate à pedofilia. 

Polêmicas

Ao condenar a atitude dos seus agressores, Joanna foi bastante criticada nas redes sociais por uma postagem de cinco anos atrás na qual ofendia, de forma homofóbica, a ex-BBB Ariadna. Como forma de retratação, a atleta fez uma longa postagem no Facebook e publicou um vídeo em seu perfil no Snapchat, admitindo os pots antigos, aos quais se referiu como “brincadeira pesada” e se desculpando com a comunidade LGBT e com Ariadna.

Veja também

Zagueiro do Sport, Victor Gabriel é convocado para a seleção sub-17
Futebol

Zagueiro do Sport, Victor Gabriel é convocado para a seleção sub-17

Prestes a completar 80 anos, Pelé é retratado em mural de Kobra em Santos
Futebol

Pelé é retratado em mural de Kobra em Santos